CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com reda����o final
Sessão: 003.3.52.E Hora: 16:48 Fase: GE
Orador: RICARDO BARROS, PP-PR Data: 21/01/2004




O SR. RICARDO BARROS - Sr. Presidente, peço a palavra pela ordem.
O SR. PRESIDENTE (João Paulo Cunha) - Tem V.Exa. a palavra.
O SR. RICARDO BARROS (PP-PR. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, confirmo a posição defendida pelo Deputado Takayama. A Deputada Mariângela Duarte também tentou fazer a mesma reclamação.
Na verdade, a manifestação a que nos referimos não deve ser dirigida ao Parlamento brasileiro, porque o Presidente desta Casa manifestou sua opinião perante a imprensa, contrária àconvocação extraordinária.
Se o Parlamento fosse consultado, certamente a maioria dos Deputados também não concordaria com a convocação, porque neste momento deveríamos estar junto às nossas bases para discutir os temas a serem votados aqui.
As manifestações deveriam ser redirecionadas ao Palácio do Planalto, que fez esta convocação totalmente extemporânea e sem necessidade efetiva, devido ao acordo feito com o Senado Federal.