CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sem%20supervis%C3%A3o
Sessão: 333.3.54.O Hora: 12h22 Fase: BC%20%20%20%20%20%20%20%20
  Data: 23/10/2013

Sumário

Fim da greve dos professores da rede municipal do Rio de Janeiro e dos profissionais de educação do Estado do Rio de Janeiro. Medidas do Governo Federal em benefício dos usuários de planos de saúde portadores de câncer.



O SR. PRESIDENTE (Amauri Teixeira) - Com a palavra o Deputado Miriquinho Batista, mas antes o Deputado Simão Sessim para um breve registro.
O SR. SIMÃO SESSIM (PP-RJ. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, dois registros.
O primeiro deles, como havia previsto no dia de ontem, não foi em vão à minha enorme torcida para que os profissionais da educação fluminense chegassem a um bom senso de forma a dar um fim à greve do magistério da capital e do Estado do Rio de Janeiro, que já dura quase 3 meses, causando sério prejuízo para dezenas de milhares de alunos.
Ontem à noite, finalmente, a direção do SEPE entrou em acordo com representantes do Estado e da Prefeitura do Rio de Janeiro durante audiência de conciliação, convocada pelo Ministro Luiz Fux, no STF.
Graças a Deus, as atividades do ano letivo devem ser retomadas neste final de semana com os alunos voltando às salas de aula já na segunda-feira. Os acordos firmados deverão ser levados à assembleia da categoria agora, mas com certeza a deliberação será pelo fim do movimento grevista.

Parabenizo a Direção do SEPE e o Ministro Fux pelo belíssimo gesto moderador e de enorme grandeza em defesa da conciliação, que sela o fim de um impasse bastante prejudicial para os jovens alunos da rede pública municipal e estadual do Rio de Janeiro, que estavam sem poder estudar, acarretando sérios riscos para o ano letivo em vigor.
O outro registro, Sr. Presidente, é para parabenizar o Ministro Padilha e a Presidente Dilma Rousseff, pela elogiável iniciativa do Governo Federal, que acaba de estabelecer uma série de novas medidas beneficiando usuários de planos de saúde que lutam, infelizmente, contra o câncer.
Muito obrigado, Sr. Presidente.

PRONUNCIAMENTOS ENCAMINHADOS PELO ORADOR

O SR. SIMÃO SESSIM (PP-RJ. Pronuncia o seguinte discurso.) –Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,eu havia previsto no dia de ontem, não foi em vão a minha ENORME torcida para que os profissionais da Educação fluminense chegassem a um bom senso, de forma a dar um fim àgreve do magistério da capital e do Estado do Rio de Janeiro, que já dura quase três meses, causando sério prejuízo para dezenas de milhares de alunos.
Ontem, à noite, finalmente, a direção do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação, o SEPE, entrou em acordo com representantes do Estado e da Prefeitura do Rio de Janeiro, durante a audiência de conciliação convocada pelo ministro Luiz Fux, no Supremo Tribunal Federal.
Graças a Deus, as atividades do ano letivo devem ser retomadas neste final de semana, com os alunos retornando àsala de aula, já na segunda-feira. Os acordos firmados deverão ser levados à Assembleia da categoria, agora, na sexta-feira. Mas, com certeza, a deliberação será pelo fim do movimento grevista.
Parabenizo a direção do SEPE e o Ministro Fux pelo belíssimo gesto moderador e de enorme grandeza em defesa da conciliação, que sela o fim de um impasse bastante prejudicial para os jovens alunos da rede pública, que estavam sem poder estudar, acarretando sérios riscos para o ano letivo em vigor.
Parabéns a todos!
Muito obrigado, Senhor Presidente!
O SR. SIMÃO SESSIM (PP-RJ. Pronuncia o seguinte discurso.)Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, venho àtribuna desta Casa do Povo felicitar a Presidente Dilma Roussef e o Senhor Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, pela elogiável iniciativa do Governo Federal, que acaba de estabelecer uma série de novas medidas beneficiando usuários de planos de saúde que lutam, infelizmente, contra o câncer.
São, ao todo, Senhor Presidente, 87 novos procedimentos, que passam a vigorar, já a partir de janeiro de 2014, para beneficiários de planos individuais e coletivos, incluídos 37 medicamentos orais para tratamento domiciliar de diferentes tipos de câncer, além de 50 novos exames, consultas e cirurgias.
Vejam os senhores, o Ministério da Saúde passa a disponibilizar, agora, para o paciente com câncer, medicamentos para tumores de maior incidência na população, como estômago, fígado, intestino, rim, testículo, mama, útero e ovário.
Não resta a menor dúvida, Senhor Presidente, que o tratamento, em casa, proporciona, certamente, maior conforto ao paciente, reduzindo os casos de internações em clínicas ou hospitais.
Todos nós sabemos, também, Senhor Presidente, que o câncer é um grupo de doenças com morbidade e mortalidade elevadas. No Brasil éa terceira maior causa de morte. E as previsões não são nada alentadoras, se levarmos em consideração a expectativa do aumento da doença para os próximos 30 anos, estimada em torno de 20%.
E o quadro se agrava ainda mais com a falta de acesso da população brasileira às informações e a carência de recursos na área da Saúde Pública, fato que também ajuda a retardar os diagnósticos. E todos nós sabemos que cuidar de um ente querido com neoplasia vem se tornando triste realidade para muitas famílias. E mais: o diagnóstico de uma enfermidade de tamanha gravidade afeta tanto o doente quanto a sua família, impondo mudanças radicais em suas vidas.
Como bem frisou o Ministro Padilha, a iniciativa do Governo Federal possibilita ao povo brasileiro um tipo de cobertura inédita no País, que éexatamente o procedimento de assistência farmacêutica fora do hospital, o que, até então, não era obrigatório para os planos de saúde.
O novo tipo de tratamento deverá beneficiar cerca de 43 milhões de beneficiários de planos de assistência médica e outros 18,7 milhões de planos exclusivamente odontológicos.
São iniciativas com esta, que acaba de ser anunciada pelo Ministério da Saúde, que nos deixam bastante esperançosos e otimistas quanto às perspectivas de um melhor tratamento a ser dispensado ao povo brasileiro nos momentos de aflição, angustia e dor.
Muito obrigado, Senhor Presidente!


PROFESSO, MUNICÍPIO, RIO DE JANEIRO, RJ, ENCERRAMENTO, GREFE, ACORDO. GOVERNO FEDERAL, ANÚNCIO, PROVIDÊNCIA, BENEFÍCIO, DOENTE, CANCER, CLIENTE, PLANO DE SAÚDE, ELOGIO.
oculta