CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 88.2021.B Hora: 14:00 Fase: BC
Orador: CORONEL TADEU, PSL-SP Data: 05/10/2021

 O SR. CORONEL TADEU (PSL - SP. Sem revisão do orador.) - Obrigado, Sr. Presidente. Boa tarde a todos.
É um prazer vê-lo, Deputado Ricardo Silva, mais uma vez conduzindo os nossos trabalhos, nosso querido representante da nossa grande Ribeirão Preto, que está muito bem representada.
Deputado Luiz Lima, há várias maneiras de nós darmos as notícias. Isso depende de quem dá a notícia e do que se quer atingir. Ninguém se lembra das pessoas recuperadas da COVID, Deputado Luiz Lima -- ninguém! Olhe só o número elevadíssimo de pessoas que já foram recuperadas pela saúde pública do Governo Bolsonaro. E 45% da nossa população já está vacinada.
Estamos vencendo a guerra, Deputado Ricardo Silva. Estamos vencendo a pandemia. O Governo Bolsonaro, com tantos investimentos feitos na área da saúde, está persistente, resiliente, firme e forte, fazendo aquilo que precisa ser feito. Há cidades no Estado de São Paulo que há semanas não registram nenhuma contaminação. Está aí a amostra clara de que o SUS está de pé, que o Governo está de pé. Estamos todos lutando contra esta pandemia.
Mas as aves de mau agouro estão o tempo inteiro querendo deturpar os dados, mostrar narrativas, fazer discursos de contrariedade. Sabe o que está acontecendo? É aquela abstinência para meter a mão no dinheiro público, nos recursos do Governo Federal, como se fazia na época do PT, como se fazia desde 2002, quando se instalou uma verdadeira quadrilha por todos os cantos.
Hoje, nós estamos com muita dificuldade. Falei agora há pouco que o Brasil é um país grande, mas não é um país rico, porque o PT não deixou. Potência, fôlego, ambição e até vocação para ser rico este País tem. E nós aqui estamos lutando. São 32 meses do Presidente Bolsonaro sem nenhum caso de corrupção. E, assim, nós vamos permanecer até 2026. Assim, nós estaremos até 2026, conduzindo este País com mãos de ferro, com muita responsabilidade. E vocês verão no que se tornará o Brasil.
Obrigado, Sr. Presidente.