CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 66.2019 Hora: 11:32 Fase: OD
Orador: PERPÉTUA ALMEIDA, PCDOB-AC Data: 11/04/2019

 A SRA. PERPÉTUA ALMEIDA (PCdoB - AC. Sem revisão da oradora.) - Sra. Presidente, colegas Parlamentares, eu me inscrevi para falar a favor desse projeto porque acho importante que - o Brasil, a sua vizinhança, o nosso entorno - possamos proteger as nossas meninas e os nossos meninos.
Sou de uma região de fronteira e tenho acompanhado apurações de muitos crimes de pessoas agenciando meninas de 9, 10 anos para as levarem para fronteira e as servir em boates. É preciso termos esse olhar e proteger as nossas crianças, a nossa juventude, porque elas são o nosso País.
Agora, Sra. Presidente, falando em América do Sul, MERCOSUL, no entorno sul do Brasil, como não falar de Amazônia?! Como não falar dessa polêmica em torno da Venezuela?! Eu vejo aqui muitos colegas se inflarem ao falar sobre a Venezuela. Eu pergunto: qual o papel do Brasil nesse processo? Cabe a nós, por acaso, ficar incentivando ou torcendo para os problemas internos da Venezuela? Cabe a nós, por acaso, dar guarida a algum país que queira invadir a Venezuela? Não! Isso não cabe a nós.
Eu li os livros de defesa nacional: o Livro Branco de Defesa Nacional, a Estratégia Nacional de Defesa, a Política Nacional de Defesa. Lá está dizendo que nós somos um país de paz e que, portanto, o nosso papel é lutar pela paz no nosso entorno.
Por que o Brasil tem que tomar partido nessa disputa americana com interesse no petróleo venezuelano? Essa é uma briga geopolítica dos Estados Unidos com a China, com a Rússia. Essa briga não é nossa. O Brasil não tem que se meter nisso, porque, quando o Brasil toma lado nessa disputa, e é o lado daqueles que querem invadir, o Brasil está colocando em risco a segurança da Amazônia. Isso está lá também nos livros de defesa nacional a importância da segurança da Amazônia, da autonomia brasileira sobre a Amazônia. Trazer uma disputa de grandes potências no entorno da Amazônia brasileira é colocá-la em vulnerabilidade! Trazer uma disputa das grandes potências no quintal da Amazônia brasileira é colocarmos em risco a segurança nacional!
Portanto, Sra. Presidente, não posso concordar com as posições do Presidente Bolsonaro. Não posso concordar com as posições do chanceler brasileiro, que tem agido no sentido em apoiar os Estados Unidos numa invasão à Venezuela.