CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 47.2021.B Hora: 10:56 Fase: BC
Orador: LEO DE BRITO, PT-AC Data: 17/06/2021

 O SR. LEO DE BRITO (PT - AC. Sem revisão do orador.) - Sra. Presidenta Rosangela Gomes, Sras. e Srs. Deputados, nós vivemos hoje no Brasil, infelizmente, alguns paradoxos.
O Brasil hoje, apesar de ser o segundo maior produtor de alimentos do mundo e ser um grande exportador de alimentos, chamado de celeiro mundial, tem em frente aos supermercados, nas ruas e na porta das nossas casas milhões de pessoas passando fome. O Brasil está voltando para o Mapa da Fome, estamos vendo a miséria campando em todos os lugares, e há um desemprego recorde - mais de 15 milhões de pessoas estão desempregadas.
Esta semana saiu uma notícia de que mais de 400 mil pessoas estão na fila do Bolsa Família e não foram contempladas pelo programa. O auxílio emergencial de 150 reais em muitos lugares só dá para pagar o gás de cozinha, cujo preço, diga-se de passagem, no início desta semana, aumentou em 6%. Já houve 24% de elevação, em 14 aumentos no preço do gás de cozinha, só no período da pandemia. Nós estamos vivendo uma situação de calamidade.
Eu tenho um projeto, o Projeto de Lei nº 198, de 2021, que prevê a tarifa social do gás. Espero que ele venha para o plenário da Casa para que possamos apreciá-lo, a fim de que as pessoas tenham acesso ao gás de cozinha de maneira diferenciada, porque muita gente está voltando a usar lenha.
Outro paradoxo que vive o Brasil, Sra. Presidenta, é que hoje, apesar de deter 12% dos recursos hídricos do mundo, da água doce do mundo, o nosso País vai ter racionamento de energia, com a possibilidade de haver aumento de até 20% no preço da energia elétrica. Enquanto isso, o Governo quer vender a ELETROBRAS, que é uma empresa lucrativa. Nós já estamos tendo apagões, como tivemos mais uma vez agora no Amapá. É um absurdo isso que está acontecendo!
E outro paradoxo é que nós temos o maior programa de vacinação do mundo, mas a vacinação no Brasil está nessa lentidão, fruto da incompetência e da omissão, inclusive na aquisição das vacinas, o que está sendo comprovado pela CPI da COVID. O resultado disso tudo é meio milhão de mortes no nosso País.
Nós temos um Governo incompetente, um Governo mentiroso, que mente todos os dias. São mais de 3 mil as mentiras que foram contadas desde que o Presidente Bolsonaro assumiu. E ele despreza - literalmente despreza, infelizmente - a vida das pessoas. Enquanto o povo morre, o Presidente faz essas marchas fúnebres, como a que fez no Rio de Janeiro e a que fez em São Paulo recentemente.
É por isso, Sra. Presidenta e povo brasileiro, que nós temos que dar um basta nisso. Nós precisamos no dia 19, sábado, reunir todo o mundo, com álcool em gel nas mãos, máscara no rosto, mantendo o distanciamento social, para tomar as ruas e dizer: "Basta! Fora, Bolsonaro!"
O Brasil não aguenta mais tanta miséria, tanto desemprego e tanto desprezo pela vida das pessoas.
Eu peço o registro no programa A Voz do Brasil deste meu pronunciamento, Sra. Presidenta.
Obrigado.