CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 4.2021 Hora: 13:48 Fase:
Orador: Data: 11/02/2021

 A SRA. ERIKA KOKAY (PT - DF. Sem revisão da oradora.) - Presidente, eu começo tentando concluir a frase que não pude terminar em função do corte que aconteceu no meu tempo em minha fala anterior. Eu começo concluindo essa frase.
Há denúncias na imprensa que apontam que 72%, ou por volta disso, dos leitos nos hospitais militares do Amazonas estariam vagos. Trata-se de um Estado cuja situação já foi bem pontuada aqui, já assumiu a tribuna e entrou nas nossas casas. A dor do povo do Amazonas também é nossa dor. A dor da ausência da capacidade de respirar desse povo também é a dor da ausência da capacidade de respirar deste País. Lá existem leitos que estão vagos, à espera de que algum militar venha a precisar deles. São leitos que poderiam estar sendo ocupados por pessoas que sofrem com a COVID.
Esta pandemia se agudizou a partir da ausência de proposições e da ausência da capacidade do Governo de governar. Já se passou quase 1 mês desde o início da vacinação no País, e o índice de vacinação não chega a 2%.
Por isso, nós estamos com essa proposição, para tentar penalizar ou agravar a pena daqueles que inutilizam com dolo. Nós não estamos falando de qualquer inutilização de vacinas que ocorra em função de outras circunstâncias, mas da inutilização quando há a intenção de fazê-lo.
É preciso que o País dê respostas, mas é preciso também que o País possa responsabilizar os gestores. Alguém tem que responder neste País. O Presidente da República tem que responder pelo fato de ter produzido tanta cloroquina e de ter enviado cloroquina - cloroquina! - para um Estado que estava precisando de respiradores, que estava precisando de profissionais. Nós precisamos que não apenas o Ministro da Saúde responda - e ele está respondendo por isso -, mas também o Presidente da República. Aliás, o Ministro da Saúde disse que iria contratar as vacinas e foi desautorizado pelo Presidente da República. O Ministro disse que apenas obedece e que o Presidente da República manda. Então, o Presidente da República também tem que ser responsabilizado por tudo que está acontecendo neste País.
Nós somos favoráveis à matéria. É preciso, ainda que nós não possamos estimular o punitivismo, que tenhamos uma responsabilização clara. Nós precisamos ter, nesta Casa, uma CPI para investigar as mortes que poderiam ter sido evitadas.