CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 275.3.55.O Hora: 17:46 Fase: OD
Orador: EDMILSON RODRIGUES, PSOL-PA Data: 26/09/2017

O SR. EDMILSON RODRIGUES (PSOL-PA. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, aqui o debate não pode ser pontual, ainda que a medida tenha um foco específico. Por isso, fiz questão de retomar temas que foram levantados pelo Deputado, por quem aliás tenho admiração e respeito, apesar das diferenças.
Realmente, nós estamos em uma fase que não é tão nova assim. Aliás, todos se lembram da campanha publicitária do Collor de Mello, em que apareciam elefantes, que seriam equivalentes aos servidores dos serviços públicos, para criar um clima favorável às privatizações. Na cabeça dele era a modernização do País. No entanto, o intenso processo de privatização do Estado brasileiro se deu na época do Fernando Henrique Cardoso.
É bem verdade que na ditadura militar houve vários escândalos de corrupção. A construção da Ponte Rio-Niterói até hoje não foi investigada, porque naquela época não se podia denunciar general e não havia Ministério Público autônomo nem Polícia Federal para investigar um Governo comandado a força e a ferro. A Ponte Rio-Niterói foi construída, segundo dizem, 30 vezes.
Quem não se lembra do Gordo, o Ministro Delfim Netto, e o escândalo das polonetas? Aliás, esse fato está relacionado à dívida externa da Polônia. Olhem que àquela altura a Polônia era um Estado ainda submetido a um partido único, influenciado pela União Soviética, com grandes contradições com o bloco.
Agora foi a China que tomou conta. Não tenho nada contra a China. Ao contrário, eles estão dando gargalhadas dos "bestões" aqui, que agora querem entregar tudo. Aliás, o Serra foi vitorioso ao propor a privatização do pré-sal. E onde estão os recursos para a educação e a saúde que nós tiraríamos dos lucros do pré-sal? Só se fala em crise agora para esses serviços essenciais.
Quando tratamos da concessão da infraestrutura aeroportuária, sabemos que isso é muito grave e tem muito a ver com a soberania nacional. Empresas que pegaram Viracopos recentemente - não vou citar os nomes agora - são as mesmas envolvidas nas bandalheiras, nos desvios de recursos públicos, e agora querem devolver tudo sem terem feito qualquer investimento.
Por isso, temos que ser contra.