CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 196.2019 Hora: 17:44 Fase: OD
Orador: MARCEL VAN HATTEM, NOVO-RS Data: 12/07/2019

 O SR. MARCEL VAN HATTEM (NOVO - RS. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, é interessante o PT aqui propor esse destaque, porque a MP 664, de 2014, foi apresentada justamente pela ex-Presidente Dilma Rousseff, que enviou para este Congresso essa MP com teor idêntico. À época, não foi aprovada. Se tivesse sido aprovada, talvez não tivesse pedalado, porque essa atitude à época e mais outras atitudes...
(Intervenção fora do microfone.)

O SR. MARCEL VAN HATTEM (NOVO - RS) - Quem mente, gosta de chamar de mentiroso. Sr. Presidente, eu não estou conseguindo falar.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia. DEM - RJ) - Deputado Jorge Solla, deixe o Deputado falar. V.Exa. fala o que quer, e o Deputado Marcel Van Hattem também fala o que quer.
O SR. MARCEL VAN HATTEM (NOVO - RS) - É engraçado que, quando nós falamos das incoerências do PT, ficam loucos, descontrolados. Mas a verdade é que Dilma mandou para esta Casa a MP 664, de 2014 - deem uma pesquisada -, com regras semelhantes a essa de agora. Haverá um impacto de mais de 160 bilhões de reais se esse destaque for aprovado. Se àquela época a proposição tivesse sido aprovada, junto com outras regras de austeridade fiscal, talvez Dilma não tivesse pedalado. Mas vai contra a natureza do PT ter responsabilidade com o que é público, e isso a história já demonstrou. Por isso, Dilma sofreu o impeachment.
Agora, é nossa a responsabilidade votar "sim", contrariamente a este destaque, e demonstrar que queremos que a reforma da Previdência seja a mais íntegra possível, próxima daquela proposta pelo Ministério da Economia e de acordo com aquilo que os 379 Parlamentares votaram, na última quarta-feira, para dar ao Brasil, de fato, uma nova Previdência e um novo momento.
Portanto, "sim", pelo Brasil!
Muito obrigado, Sr. Presidente.