CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 18.2019 Hora: 15h20 Fase:
  Data: 27/02/2019

Sumário

Descontentamento do orador com o debate no plenário de temas irrelevantes para a população brasileira e para o País. Expectativa de revisão, pelo Governo do Distrito Federal, do corte do passe livre estudantil. Discussão do Projeto de Decreto Legislativo nº 824-B, de 2017, sobre a aprovação do texto do Acordo entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da República de Belarus de Cooperação Educacional, assinado em São Paulo, em 13 de agosto de 2015.

 O SR. LUIS MIRANDA (Bloco/DEM - DF. Sem revisão do orador.) - Sra. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, observo que esta semana foi "maravilhosa": uma verdadeira universidade de desprazeres com discussões patéticas. Muitos dos meus colegas vieram aqui dizer que não foram eleitos para debater assuntos que não vão nos levar a lugar algum. As pautas da semana foram, literalmente, desnecessárias, senão pior do que isso.
Eu me lembro muito bem, quando estava morando nos Estados Unidos, de literalmente fazer campanha pela redução dos combustíveis no Brasil, que custam 4 ou 5 reais, e a população é obrigada a engolir. Nos Estados Unidos, o combustível custa 60 centavos. Um por um, a população americana chega a ganhar mais do que nós, os carros são muito mais baratos, há qualidade de vida. Porém, mais do que isso, as escolas são públicas e de excepcional qualidade e os ônibus são gratuitos. Lá os ônibus do Estado buscam as crianças.
Aqui em Brasília está acontecendo um verdadeiro crime contra nossas crianças. Aqui o passe livre, com muita luta conquistado pelos jovens de famílias carentes, foi cortado. O Governador, por uma decisão que espero ele reveja, cortou o passe livre, que ajudava as crianças carentes da nossa cidade. Quando o Distrito Federal toma uma atitude como esta, possivelmente acabará sendo copiado por outros Estados. Espero que os Governadores dos outros Estados não cometam este crime.
É para isto, Deputados e Deputadas, que V.Exas. foram eleitos: para lutar pelo povo, pelos mais carentes.
Há esta discussão de que o Presidente A está preso - está preso mesmo, meu amigo, e em 2040 ele sai! Fazem uma festa para comemorar a saída dele. O outro Presidente está tomando uma decisão certa ou errada. No final, quem elegeu V.Exas. está abandonado. Eu não vejo ninguém lutar pela nossa população, nem por mudanças reais. Nosso petróleo é refinado no exterior, como se não precisássemos colocar refinarias no Brasil para refinar nosso petróleo aqui e, assim, gerarmos riquezas, lucro e o mais importante para nosso País: emprego. Com o desemprego absurdo que existe no Brasil, ninguém faz nada, ninguém se manifesta em prol do que é correto. E nós seguimos com o País cheio de problemas.
V.Exas. estão discutindo se é vermelho, se é laranja, se é azul, se é branco. Isso é ridículo! Os senhores são adultos, têm que parar com pirracinhas. Um cai na pirraça do outro, fica na discussão, e projeto, que é bom, nada! Eu não estou vendo nada em defesa dos direitos dos nossos jovens, das nossas crianças carentes e das nossas famílias. No fim, vão passar 4 anos, e V.Exas. vão lembrar que a renovação só vai aumentar. Desta vez, foram 50%; da próxima, serão 100%. E V.Exas. vão ficar chorando enquanto discutem quem é laranja ou qual é a maçã podre.
É óbvio que é preciso acompanhar o projeto. O voto é "sim".
Sra. Presidente, muito obrigado pela oportunidade.


PASSE LIVRE, ESTUDANTE, BRASÍLIA (DF). DISCUSSÃO, PDC 824/2017, PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO, DEFESA.
oculta