CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 18.2019 Hora: 12h40 Fase:
  Data: 27/02/2019

Sumário

Caráter político da prisão do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Orientação de bancada na votação do Projeto de Decreto Legislativo 859, de 2017, sobre a aprovação do texto do Protocolo Adicional ao Tratado de Amizade, Cooperação e Consulta entre a República Federativa do Brasil e a República Portuguesa, referente à criação do Prêmio Monteiro Lobato de Literatura para a Infância e a Juventude, assinado em Salvador, Estado da Bahia.

 A SRA. ERIKA KOKAY (PT - DF. Pela ordem. Sem revisão da oradora.) - Lula é um preso político. Não há crime contra Lula. Lula está sendo acusado de ter se beneficiado da reforma de um apartamento que todas e todos sabem que não é dele.
Agora querem condená-lo de novo, porque se beneficiou da reforma de um sítio que também não é dele. E todas e todos sabem que não é dele, tanto é que a Ministra, com relação ao sítio, disse que ele frequentava o sítio "mais do que os proprietários do sítio". Sabe que não lhe pertence esse sítio. É um preso político.
Aí há uma tautologia. Prendem Lula sem crime e sem responsabilidade e dizem: "Olhem como ele é corrupto, está preso". Ora, está preso porque ganharia as eleições. O povo brasileiro sabe que Lula deixou o País com o PIB de 7,5%. Lula ergueu o Brasil. Lula valorizou nossas empresas e valorizou o seu povo.
A Oposição vota "sim".


LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, EX-PRESIDENTE DA REPÚBLICA, PRISÃO, PERSEGUIÇÃO POLÍTICA. ORIENTAÇÃO DE BANCADA, PDC 859/2017, PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO, OPOSIÇÃO POLÍTICA, VOTO FAVORÁVEL.
oculta