CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 15.2019.N Hora: 20h12 Fase:
  Data: 24/09/2019

Sumário

Questão de ordem sobre a manobra da Presidência no tocante à apreciação do Requerimento de Destaque nº 10, de 2019, oferecido ao Veto Parcial nº 31, de 2019, aposto ao Projeto de Lei do Senado Federal nº 85, de 2017, (nº 7.596, 2017, na Câmara dos Deputados), sobre os crimes de abuso de autoridade.

 O SR. ALIEL MACHADO (PSB - PR. Para uma questão de ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, faço uma questão de ordem com base no art. 106-D e peço a V.Exa. que compreenda o que com muito respeito vou lhe falar.
Vibrei quando V.Exa. foi eleito, contra as velhas práticas e a velha política. V.Exa. representa isso para o Brasil.
Sr. Presidente, no momento em que votei, na minha cédula havia 10 destaques. Estou nesta Casa faz 5 anos. Todas as vezes que temos um destaque, sabemos que a votação que valerá é a votação que irá para o painel. Quando V.Exa. leu, V.Exa. leu os nove destaques, não leu o décimo destaque. Quando votei - porque as cédulas são preparadas pelos partidos -, havia a possibilidade de votarmos inúmeros artigos da lei do abuso nominalmente, nome a nome. Logo depois de encerrado, com a retirada desse destaque, sem ser feita a leitura, não tivemos essa possibilidade.
Antes da gestão de V.Exa., aconteceu de chegarem ao absurdo de abrirem o painel e perguntarem se gostariam de manter ou não os destaques, porque já tinham caído. Peço a V.Exa. que, na condução dos trabalhos, não use de artimanhas para acordos em que as pessoas não têm a coragem de colocar o seu nome.
Nunca fugi à responsabilidade de votar qualquer matéria, mas o que é certo é certo. Artimanhas e velha política hoje são reconhecidas pela população. Essa manobra realizada aqui hoje vai ficar marcada como uma vergonha da sessão do Congresso Nacional. Ficou lá uma atitude, um voto deste Parlamentar (Aponta para o painel eletrônico.), sendo que a regra colocada foi mudada depois que o jogo começou. Isso é inadmissível.


QUESTÃO DE ORDEM, DECISÃO, PRESIDÊNCIA, CONGRESSO NACIONAL, IRREGULARIDADE, RETIRADA, DESTAQUE, VETO 31/2019, VETO PARCIAL, PL 7596/2017, PROJETO DE LEI ORDINÁRIA.
oculta