CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 139.2021 Hora: 12:08 Fase: OD
Orador: GIOVANI CHERINI, PL-RS Data: 18/11/2021

 O SR. GIOVANI CHERINI (PL - RS. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, seguidamente eu escuto aqui, da Oposição, a seguinte pergunta: "O que o Presidente Bolsonaro está fazendo no Brasil?".
Dão a entender que resolveram todos os problemas do Brasil, dão a entender que, quando saíram do Governo, por um impeachment, o Brasil não estava com 12 milhões de desempregados, com 40% da população morando em favelas. Esse foi o Brasil que eles deixaram, essa foi a herança que o Presidente Bolsonaro recebeu quando assumiu o Governo.
Aí perguntam assim: "Mas o que estão fazendo?". Primeiro, levando liberdade, libertação para o povo brasileiro. Segundo, se hoje falarmos em Tarcísio Gomes de Freitas, o Ministro da Infraestrutura - e quem o acompanha nas redes sociais sabe disto -, teremos que dizer que ele está fazendo uma verdadeira revolução na infraestrutura brasileira: em ferrovias, cujo projeto estava morto; em hidrovias; em aeroportos, com concessão. Lá no meu Rio Grande do Sul, quando entramos no aeroporto, parece-nos que estamos na Europa - uma concessão pública. Então, Tarcísio Gomes de Freitas está sendo um grande Ministro no Governo.
Aí vamos falar sobre a Ministra da Agricultura, a Tereza Cristina. De cada cinco pratos de comida servidos no mundo, um é o Brasil que está fornecendo. Por que será? É um acaso? Caiu do céu? Não. Nós temos um Ministério da Agricultura que tem competência para levar um agronegócio e uma agricultura familiar à altura do povo brasileiro - aliás, só com 7% de área agrícola no Brasil. Imaginem se pudéssemos aumentar essa área ou aumentar a produtividade, o que o Brasil poderia produzir.
O Ministro Marcelo Queiroga entrou com a sua simplicidade paraibana. Aliás, daqui a uns dias vão fazer condenações desta tribuna, porque está sobrando vacina. Está sobrando vacina! Ninguém fala disso aqui. O Brasil é o país que mais vacinou no mundo - o país que mais vacinou no mundo -, e ninguém mais fala sobre isso desta tribuna.
Aliás, nós precisamos buscar, afinal, quem são os verdadeiros culpados pelas mortes no Brasil. Começa pelo vírus: onde ele nasceu? Ninguém mais lembra que ele veio da China. Parece que foi o Bolsonaro que inventou o vírus. Aí os médicos mandaram pacientes embora, deram dipirona e não acolheram os pacientes, que morreram por falta de tratamento. Barbaridade! Vergonha! Infelizmente, a classe médica brasileira fez este papel, o de não acolher o paciente na hora em que ele mais precisava.
Por isso nós estamos no Governo Bolsonaro com muito orgulho.
Brasil livre!