CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 132.2022 Hora: 13:28 Fase: OD
Orador: Paulo Teixeira, PT-SP Data: 31/08/2022

O SR. PAULO TEIXEIRA (PT - SP. Como Líder. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Deputado Marcel van Hattem, Srs. Deputados, Sras. Deputadas, povo brasileiro, ontem saiu uma notícia importante de que a família do Presidente Jair Bolsonaro, isto é, o Presidente Jair Bolsonaro e seus filhos Flávio, Eduardo e Carlos compraram 107 imóveis. E todos eles foram comprados com dinheiro em espécie.

Qual é a pergunta que o Brasil deve fazer? Em primeiro lugar, qual é a razão de comprar com dinheiro em espécie, por que não passou por transações bancárias? Em segundo lugar, qual é a origem do dinheiro, já que esta mesma família é acusada de ter fortes vínculos com o crime organizado, fortes vínculos com a milícia? Esses Parlamentares contrataram a família do chefe do "escritório do crime", o Adriano, no Rio de Janeiro. Eles homenagearam o Adriano, que estava preso. Então, eles têm forte relação com a milícia no Rio de Janeiro. E também são acusados da prática de "rachadinha", isto é, coletar recursos dos assessores e se apropriar dos recursos dos assessores para fins pessoais.

Portanto, a sociedade brasileira tem o direito da dúvida, já que essa família é acusada da prática de "rachadinha" e é igualmente acusada da relação com milícias, que são grupos criminosos que exploram serviços nas comunidades populares do Rio de Janeiro.

Por esta razão, todo o País pergunta ao Presidente Jair Bolsonaro: qual é a origem dos recursos para a compra de 107 imóveis? Não é o salário de Parlamentar, não é. Eu sou Parlamentar, tenho um imóvel financiado por 30 anos. Não é o salário de Parlamentar. Qual é a origem desses recursos que os fizeram milionários? Esses 107 imóveis devem equivaler a pelo menos 200 milhões de reais. Uma família não amealharia isso tendo o cargo de sargento do Exército e, tampouco, de Parlamentares.

Esse dinheiro precisa ser explicado, porque os vínculos indicam fontes ilícitas para a compra desses imóveis. Esse é um Presidente que passou a vida praticando crimes. E amealham um patrimônio desta proporção, desta grandeza.

Sr. Presidente, Srs. Deputados, um dos Parlamentares desse Presidente disse que ele apoia as mulheres, que não é verdade que ele é contra as mulheres. Quando diz que não é verdade, há algo de ruim na sua própria afirmação. Esse Presidente foi aquele que teve um filho homem, depois teve um segundo filho homem, depois um terceiro filho homem, e, segundo palavras dele, teria fraquejado e tido uma filha mulher.

Para quem tem filhas mulheres, isso é um ataque sem tamanho à dignidade das mulheres! Todos sabem da importância das mulheres na sociedade brasileira, da grande liderança que as mulheres exercem. Para ele, elas são seres frutos de uma fraquejada. Mas ele também disse que teria utilizado o auxílio de moradia para os Parlamentares em Brasília, segundo ele, para comer gente.

No último domingo, para a jornalista Vera Magalhães, que disse que ele não teria vacinado o povo brasileiro ou que ele teria sido contra a vacina, ele disse: "Vera, não podia esperar outra coisa de você. Acho que você dorme pensando em mim. Deve ter alguma paixão por mim. Você não pode tomar partido em um debate. Uma vergonha para o jornalismo brasileiro!".

Olhem como ele trata uma mulher jornalista! Olhem como ele trata uma mulher jornalista! É um machista! É um misógino!

Quem vai tirá-lo da Presidência da República serão as mulheres brasileiras. Além de serem tratadas de maneira inadequada, violenta, com violência política, como ele praticou contra outra jornalista da Folha de S.Paulo, as mulheres brasileiras sabem que não dá para administrar os seus lares com o menor salário mínimo desde o Plano Real, que não dá para administrar os seus lares sem que se possa dar proteína para os seus filhos — a carne está afastada do consumo diário do povo brasileiro —, que não dá para sustentar os seus lares sem poder comprar leite para os seus filhos. O preço do leite é inacessível: está 8 reais o preço do litro de leite! Como se vai dar leite para as crianças e para os idosos? Não dá para sustentar a casa com o arroz caro, com o feijão caro, com o óleo caro, com o botijão de gás caro.

E o que ele fez agora não é mérito dele, que propôs um auxílio emergencial de 200 reais. Nós estávamos fortes aqui numa aliança com o Deputado Rodrigo Maia. A Oposição elevou o auxílio emergencial de 200 reais para 600 reais. Nós propusemos 1.200 reais. E algumas famílias de mães solo receberam 1.200 reais. Não é mérito dele! Ele mandou 200 reais, deixou por 4 meses as famílias brasileiras sem auxílio emergencial: dezembro de 2020, janeiro de 2021, fevereiro de 2021 e março de 2021, sem auxílio emergencial.

Na véspera da campanha, ele aumenta, sendo que na LDO propõe que ano que vem baixe para 400 reais. Esse é um pacote eleitoral!

Parece aquele namorado, Deputada Carmen, que trata mal a namorada o ano inteiro, e, no dia dos namorados, traz um bombom amassado.

Esse auxílio emergencial está sendo chamado de Auxílio 613, na Bahia: pegue os 600 reais e vote no 13. É isso, porque nós vamos trabalhar para que o povo tenha emprego, para que haja controle da inflação, oportunidade, distribuição de renda e políticas públicas. Esse Presidente abandonou o povo brasileiro e permitiu a morte de 680 mil pessoas por descuido, por ser contra a vacina neste País.

Vamos votar no Lula para Presidente!