CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 130.2022 Hora: 17:16 Fase: OD
Orador: Sâmia Bomfim, PSOL-SP Data: 30/08/2022

A SRA. SÂMIA BOMFIM (PSOL - SP. Como Líder. Sem revisão da oradora.) - O Bolsonaro gosta de andar por aí de chinelo, de bermuda; gosta de tirar foto comendo pão com leite condensado; gosta de criar a imagem de alguém muito simples, muito popular, mas hoje nós soubemos — não significa que isso nos surpreende — que metade do patrimônio da família Bolsonaro foi comprada com dinheiro vivo.

Não sei se alguém aqui já comprou um patrimônio dessa forma. Pergunto a quem está assistindo à sessão através da TV Câmara: quem já comprou um imóvel com dinheiro vivo? E quem já comprou 51 imóveis com dinheiro vivo?

Cerca de 25 milhões de reais em dinheiro vivo foram utilizados, nos últimos anos, para a compra de imóveis, Deputado André. Quantas pessoas no Brasil fazem isso? Esse dinheiro foi declarado devidamente no Imposto de Renda? Dinheiro vivo, geralmente, é utilizado tentar fugir do "leão", para não ser pego na malha fina. Será que esse dinheiro foi declarado? É uma vergonha!

Sabem o que é pior? No debate que aconteceu na Band esses dias, a primeira pergunta que ele fez para o candidato Lula foi sobre corrupção. Justo quem! Além desse escândalo grotesco e absurdo da utilização de dinheiro vivo para comprar mansão para os filhos dele, houve também — quem não se lembra? — o escândalo de corrupção no MEC, com a compra de ônibus superfaturado, com a construção de escola que nunca chegou ao fim em lugar onde já havia escola em construção; houve o escândalo do pastor que recebeu propina a mando dele; houve o caso da honestíssima Sra. Michelle Bolsonaro, que agora inclusive entrou em cena para tentar disputar o voto das mulheres brasileiras. Eles acham que as mulheres brasileiras são como a Michelle Bolsonaro? É sério mesmo? São mulheres trabalhadoras, que estão sofrendo com a crise econômica, que são a maioria dos que passam fome, que estão desempregadas, que estão na informalidade. São mulheres sérias, trabalhadoras, honestas. Vocês acham que elas vão ser convencidas a votar num sujeito como Bolsonaro por uma pessoa que recebeu 89 mil reais do Sr. Queiroz, que era o operador dos esquemas de rachadinha da família Bolsonaro?

Por que não citar os esquemas de rachadinha, que são uma das linhas de investigação sobre a ladroagem, sobre a sujeirada em que a família Bolsonaro é envolvida?

Por que será que ele impôs um sigilo de 100 anos sobre os gastos do seu cartão corporativo? O cartão corporativo é para gasto pessoal. Não se trata de atividade parlamentar, não se trata de atividade do Presidente, porque essa estrutura está ali no Palácio do Planalto. Ele impôs 100 anos de sigilo. Ninguém sabe quanto ele gasta nem com o que ele gasta. Por que será que ele faz isso? Será que ele acha que o povo brasileiro é besta? O povo brasileiro não está conseguindo sobreviver, não está conseguindo comprar no mercado. O litro de leite está custando 10 reais. E ele impõe 100 anos de sigilo sobre os próprios gastos pessoais.

Não posso deixar de mencionar, é claro, a propina na compra de vacinas. Quando o povo brasileiro mais estava desesperado, quando pessoas estavam morrendo nas filas dos hospitais, ele queria comprar uma vacina que não havia sido ainda autorizada pela ANVISA. Houve, ainda, propina sobre vacina superfaturada.

Por que não falar também do esquema do orçamento secreto? O Congresso Nacional se mantém em silêncio, não aprova o impeachment, assina embaixo de tudo que ele faz contra o povo brasileiro, porque 16 bilhões de reais estão sendo muito bem distribuídos para Deputados que provavelmente vão se reeleger, infelizmente, com dinheiro público.

É fundamental que o povo brasileiro dê uma resposta a esses escândalos de corrupção. É necessária uma resposta à situação muito dramática que o nosso povo vive.

Sem dúvida, outubro está chegando para mudar a situação do País. Nós vamos eleger o Lula Presidente, para derrotar o Bolsonaro e dar um fim a esse pesadelo.

Obrigada.