CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 034.2.55.O Hora: 14:33 Fase:
Orador: Data: 10/03/2016

A SRA. ROSANGELA GOMES (Bloco/PRB-RJ. Como Líder. Sem revisão da oradora.) - Boa tarde a todos os Deputados e a todas as Deputadas. Boa tarde, Deputado Izalci, que preside os trabalhos nesta tarde.
Eu queria fazer esta semana, como fiz na semana passada, mais uma referência a este mês especial em que nós comemoramos o Dia Internacional da Mulher. Este mês marca a luta e as conquistas das mulheres ao longo da história.
E eu queria propor uma reflexão: nós temos conquistas obtidas, mas não temos acesso a elas. Cito como exemplo o caso da mulher que é violentada, que é espancada, que sofre violência física e moral, violência doméstica, e, quando vai no fim de semana a uma delegacia, prestar queixa, tem dificuldade de fazer o seu relato, de apresentar as suas colocações, porque o policial pergunta a essa mulher agredida, espancada, com lesões no corpo: "Você tem certeza de que quer fazer essa queixa contra o pai do seu filho?" Isso acontece no meu Estado, o Rio de Janeiro, como acontece no Brasil inteiro.
Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, nós aprovamos hoje um requerimento de urgência para apreciação do Projeto de Lei nº 42, de 2015, de autoria do Deputado Sérgio Vidigal, que propõe que a mulher que sofre violência doméstica tenha acesso a atendimento policial especializado ininterrupto. Essa proposta é de extrema relevância.
Nós aprovamos, também hoje, requerimento de urgência para apreciação do projeto de lei que propõe que 2016 seja considerado o Ano do Empoderamento da Mulher na Política e no Esporte, haja vista que o esporte é um mecanismo de inclusão e de liberdade e que através dele podemos superar obstáculos.
Portanto, Sr. Presidente, nós hoje votamos nesta Casa propostas importantes para a população feminina do nosso País.
Quero também deixar uma reflexão sobre o dia 10 de março. Meu partido, o Partido Republicano Brasileiro, faz hoje filiações simultâneas Brasil afora, associando o dia 10 com o número do partido, que é o 10. E chamo a atenção das mulheres, porque o dia 2 de abril é o prazo final para as filiações.
Nós do PRB, representados pelo Presidente Marcos Pereira, investimos nas mulheres. Queremos mais mulheres na política, mais mulheres nas Câmaras Municipais, mais mulheres nas Assembleias Legislativas, porque é nos espaços de decisão que nós vamos encontrar condições de promover a igualdade.
Nós mulheres não somos objeto nem patrimônio de ninguém. Nós queremos respeito. Em defesa desse respeito fomos às ruas, Deputado Izalci, no Brasil inteiro. No último sábado, como eu havia noticiado semana passada, fizemos mobilizações em todas as Capitais, em todos os Municípios interessados na promoção desse direito, para que as mulheres se filiassem à nossa agremiação, viessem para o PRB e disputar conosco as politicas que queremos ver aprovadas.
Para concluir, Deputado Izalci, Sras. e Srs. Deputados, eu quero falar de direitos conquistados, como, por exemplo, o direito à educação. Todas os nossos filhos têm direito à educação. Ontem, na minha cidade de Nova Iguaçu, um grupo de mães foi à porta da Prefeitura reivindicar merenda de qualidade para os alunos, como preceitua a lei, como institui o Ministério da Educação. Esse é um direito constitucional que não está assegurado.
Deixo o meu abraço a todas as mães de Nova Iguaçu, às mulheres que foram ontem à porta da Prefeitura reivindicar merenda de qualidade para as nossas crianças. Esse também é um direito que nós mulheres temos.
Sr. Presidente, quero conclamar a população brasileira a não desistir diante deste momento de turbulência em nosso País. Não deixem de ter esperança! Nós precisamos continuar acreditando em dias melhores.
Vivam as mulheres! Viva o PRB! Viva o meu País!