CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 022.1.54.O Hora: 22h26 Fase: BC
  Data: 23/02/2011

Sumário

Apoio à mobilização de jornalistas por reajuste salarial, no Estado do Paraná.

O SR. DR. ROSINHA (PT-PR. Pronuncia o seguinte discurso.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, enquanto os empresários da comunicação ampliam seus lucros, os jornalistas do Paraná estão há 14 anos sem um único centavo de aumento real. Catorze anos! Há uma década, o piso dos jornalistas paranaenses equivalia a dez salários mínimos. Hoje, não chega a quatro.
Em 2010, o faturamento dos veículos de comunicação com propaganda cresceu 20,6%. Em todo o País, a mídia faturou mais de 21 bilhões de reais com publicidade apenas de janeiro a outubro. Hoje, após quase cinco meses de negociação salarial - iniciada em outubro do ano passado -, os donos de jornais, rádios e TVs do Paraná seguem com a sua intransigência habitual. Chegaram inclusive a ameaçar retirar direitos já conquistados e a rebaixar o piso salarial nas cidades do interior.
É nessa luta por aumento real que o Sindicato dos Jornalistas do Paraná realiza uma semana de mobilização no Estado. E promoveu um ato de rua ontem (terça-feira) em Curitiba, onde aconteceu mais uma reunião de "negociação", entre aspas.
É inadmissível, Sr. Presidente, que o piso de uma categoria fique à margem do crescimento econômico do País, enquanto quase todas as demais categorias conquistam sucessivos aumentos reais de salário.
A dor dos jornalistas não costuma sair no jornal, nem na rádio, muito menos na televisão.
Enquanto os empresários do setor ampliam seus parques gráficos, modernizam sedes e renovam seus equipamentos, promovem um arrocho salarial continuado, sistemático.
Manifesto todo o apoio à mobilização dos jornalistas do Paraná.



JORNALISTA, PR, MOBILIZAÇÃO, REAJUSTE, SALÁRIO, PISO SALARIAL, APOIO.
oculta