Enquete do PL 349/2015

Resultado

Resultado final desde 06/04/2018

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 7 17%
Concordo na maior parte 0 0%
Estou indeciso 0 0%
Discordo na maior parte 3 8%
Discordo totalmente 30 75%

Resultado na metodologia anterior Sobre Resultado na metodologia anterior?

Resultado final desde 06/04/2018

Representação dos dados do gráfico em forma de tabela
Opção Participações Percentual
Concordo 1 100
Discordo 0 0

O que foi dito

Pontos mais populares

Nenhum! isso é uma doença.

Senhor Cosmos 05/11/2020
8

Todas as pessoas que escolhem uma vida pública devem estar cientes que vai receber elogios e críticas, se não aceitarem é melhor não se candidatarem, mais essa segregação, se elas criassem projetos de leis pra todos os gêneros e não exclusivos pra elas não receberiam tantas críticas, mais as mulheres da política pedem os votos de homens, mas discriminam o gênero masculino com leis sexistas e inconstitucionais!

Bruno Alencar 01/11/2020
9

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 17 encontrados.

Baixar
  • Ponto negativo: Esses projetos de lei que visam cercear a liberdade de pensar e, principalmente, a de expressar o que se pensa, punindo quem exterioriza seus pensamentos, é uma das características mais marcantes dos regimes ditatoriais que praticam a censura como método para [1] induzir todo mundo a pensar do mesmo modo e [2] isolar socialmente (por exemplo com punições severas) quem pense diferente. Sociedades só evoluem quando existe pluralidade de ideias: se todo mundo sempre pensa igual, nada jamais muda.

    Yuri Ribeiro Sucupira 05/03/2021
    0
  • Ponto negativo: O PL 4963/20 é sexista (preconceituoso) em favor das mulheres, é inconstitucional e acabou sendo arquivado, mas aí me deparo com este aqui, que contém exatamente as mesmas intenções embutidas no texto daquele PL: tutelar um direito que já é tutelado pelos arts. 14 e 15 da Constituição, e pretender fazê-lo violando os princípios de igualdade e liberdade de mulheres E homens, contidos nos incisos I, IV e VI do art. 5 da Constituição. Enfim: mais um PL sexista e inconstitucional. Arquive-se.

    Yuri Ribeiro Sucupira 05/03/2021
    0
  • Ponto negativo: Conforme o outro comentário, uma simples denúncia de corrupção, peculato, desvio de verbas, pode ser contestada por ser 'violência', e é um projeto de lei que abre brechas jurídicas.

    Gabriel Vieira 17/12/2020
    2
  • Ponto negativo: "combater [...] violência política" É um projeto muito bom no papel, mas que se tornará uma lei branda e usada para proteger partidos políticos. A política é um lugar público e já existem leis para garantir a situação.

    Gabriel Vieira 17/12/2020
    1
  • Ponto negativo: Entendo o que está sendo dito; realmente desejo ver mais mulheres na vida política. Entretanto, essa lei é uma jogada injusta, essa "violência política contra a mulher" pode ser qualquer coisa desde que a pessoa diga que a humilhou. Denunciar corrupção, dados divergentes etc pode ser tratado como "opressão". Muito se fala na bancada feminina e nos investimentos para as mulheres e não se fala dos homens, o artigo 5° só serve para um? Acredito que está ocorrendo uma institucionalização do ódio.

    Laila Souza 16/12/2020
    1
  • Ponto negativo: Você não poder criticar um politico por que é mulher é ridiculo. No momento que entro na politica se tornou uma figura publica, e deve estar aberta a criticar e satiras sim. Isso é uma maneira de nos retirarem a voz, para qualquer ato condenavel da parte delas.

    Willians Roman Siqueira 16/12/2020
    1
  • Ponto positivo: Todas as pessoas que escolhem uma vida pública devem estar cientes que vai receber elogios e críticas, se não aceitarem é melhor não se candidatarem, mais essa segregação, se elas criassem projetos de leis pra todos os gêneros e não exclusivos pra elas não receberiam tantas críticas, mais as mulheres da política pedem os votos de homens, mas discriminam o gênero masculino com leis sexistas e inconstitucionais!

    Bruno Alencar 15/12/2020
    2
  • Ponto negativo: Lei ditatorial para calar os homens que ousarem se opor a qualquer malfeito cometido por mulheres. Impressionante o Congresso rasgar o artigo 5o. que diz que todos são iguais perante a lei.. só no papel mesmo

    Mjf Fabio 14/12/2020
    3
  • Ponto negativo: O termo 'violência política contra a mulher' está muito vago. Do jeito que está, uma simples denúncia de corrupção, peculato, desvio de verbas, pode ser contestada por ser 'violência'. A política é um lugar público e já existem leis para o ambiente público que sancionam a violência, seja contra a mulher, seja contra o homem.

    Dario Palhares 14/12/2020
    3
  • Ponto negativo: Feminismo doentio é insano geram isso misandrismo...

    Ednei Carlos Vicentim 14/12/2020
    2

Enquetes populares nesta semana

  1. PEC 14/2021

    Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer o Sistema de Proteção Social e Valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, a aposentadoria especial e exclusiva, e fixar a responsabilidade do gestor local do SUS pela regularidade do vínculo empregatício desses profissionais.

  2. PDL 6/2024

    Susta os efeitosdo inciso I do art. 38 do Decreto nº 11.615, de 21 de julho de 2023, que regulamenta a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003,para excluir exigência de distanciamento de entidades de tiro desportivo em relação a estabelecimentos de ensino no País.

  3. PL 2283/2021

    O Projeto de Lei 2283/21 estabelece procedimentos para avaliação de imóveis destinados a órgãos e entidades da administração pública federal no âmbito dos três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) e do Ministério Público, inclusive de empresas estatais ou sociedades de economia mista. Conforme o texto em análise na Câmara dos Deputados, as avaliações de bens imóveis serão resultado de análise técnica para identificar valores, custos ou indicadores de viabilidade econômica para determinados objetivos, finalidades e datas. O laudo deverá ser subscrito por engenheiro, arquiteto ou agrônomo. Os procedimentos para a realização do laudo de avaliação de imóveis serão: - análise da documentação disponível; - vistoria obrigatória, salvo exceções justificadas por escrito; - coleta e tratamento de dados; - diagnóstico de mercado; - escolha da metodologia; e - apresentação de resultado da avaliação. “Atualmente, não há nenhuma lei que regule os procedimentos para a avaliação desses imóveis”, afirmou o autor da proposta, deputado Fausto Pinato (PP-SP). “A vistoria é fundamental na apuração do correto valor, já que poderá constatar problemas estruturais e de acabamento ou mesmo irregularidades evidentes.” Tramitação O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

  4. PL 3949/2023

    Altera a Lei no 7.498, de 25 de junho de 1986, para estabelecer novas regras para a prescrição de medicamentos por enfermeiros autônomos em exercício em consultório ou clínica de enfermagem, bem como penalidades para o descumprimento da norma.

  5. PL 5405/2023

    Esta Lei altera o artigo 108 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), para dinamizar os contratos imobiliários.

  6. PEC 18/2022

    Acrescenta o § 9º-A ao art. 198 da Constituição Federal, para criar piso salarial diferenciado para os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate às endemias detentores de formação técnica, nos termos que especifica.