Enquete da PEC 22/2011

Resultado

Resultado final desde 03/05/2018

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 498 98%
Concordo na maior parte 4 1%
Estou indeciso 1 0%
Discordo na maior parte 2 0%
Discordo totalmente 5 1%

Resultado na metodologia anterior Sobre Resultado na metodologia anterior?

Resultado final desde 03/05/2018

Representação dos dados do gráfico em forma de tabela
Opção Participações Percentual
Concordo 9 100
Discordo 0 0

O que foi dito

Pontos mais populares

E desumano vermos esses profissionais trabalhando dia adia, por baixo de sol chuva, enfrentando áreas alagadas, áreas de ressacas em pontes em becos em todos os lugares. Mas não deixa de desempenhar seus papéis. Muitas das vezes não tem aparo jurídico e profissional através de qualificação, de cursos, etc.. Mas mesmo assim eles não se acordaram e enfrentam todos os problemas para que a população tenha saúde de qualidade. O Brasil deve exaltar essa profissão tão honrosa e amiga

cleucio palheta pantoja 16/06/2021
18

Os profissionais precisam desse valor e tambem precisam tambem do suporte das prefeituras na questao de epi e epc.Esperamos que os depultados olhem com bons olhos para essas pautas

Wagner Pessoa 20/07/2021
14

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 65 encontrados.

Baixar
  • Ponto positivo: Categoria a qual é o pilar de sustentação do SUS. Mais do que merecido, são verdadeiros heróis!

    Wesley Douglas Pereira 03/05/2022
    0
  • Ponto positivo: Trabalham arduamente, muitas vezes enfrentando condições insalubres.

    Regiane Marques 22/04/2022
    1
  • Ponto positivo: Uma das categorias de trabalho mais importantes do Brasil.

    Regiane Marques 22/04/2022
    1
  • Ponto positivo: Essa valorização é mais que justa, a maioria dos ACS(s) são procurados em casa fora do horário de trabalho e não recebem hora extra, utilizam veículo próprio com gastos com combustível isto nas Zonas Rurais para manterem suas produções em dia, recebem ligações até aos finais de semana e feriados e atendem a todos respondendo sobre o trabalho. Quase sempre estão em contato direto com pacientes com doenças transmissíveis como tuberculose, hanseníase, COVID, etc.

    FRANCISCO DE ASSIS SILVEIRA JUNIOR 10/04/2022
    2
  • Ponto positivo: Vai valorizar muito essa categoria , que nunca irá deixar de ser importante na promoção da saúde no Brasil.

    JOSE AUGUSTO VENANCIO DA SILVA 08/04/2022
    2
  • Ponto positivo: Merecimento e reconhecimento

    MONIQUE PEREIRA DO NASCIMENTO 07/04/2022
    1
  • Ponto positivo: Concordo plenamente pela aprovação desta pec, pois os agentes de saude merecem ser reconhecidos justamente. É necessario que sejam aprovados e já de antemão, repassem esse salario corretamente ás contas dos mesmos. Seria ótimo se esse repasse fosse direto para a conta, mas passa para os municipios. Aguardemos os nobres Senadores aprovarem ainda neste mes!

    MONIQUE PEREIRA DO NASCIMENTO 07/04/2022
    1
  • Ponto negativo: Demora pela aprovação, a categoria é merecedora e a anos tem essa luta por melhorias.

    Michelle Dayane 01/04/2022
    1
  • Ponto positivo: A favor da pec, pois esta categoria é merecedora pelo serviço prestado ao cidadãos brasileiros seja na zona urbana ou rural, sol ou chuva. Estes sempre esteve trabalhando em favor da saúde.

    Michelle Dayane 01/04/2022
    1
  • Ponto positivo: RESISTENCIA SEMPRE OBJETIVO DE ORIENTAR E DIVULGAR A VIDA.

    marcelo campos 31/03/2022
    1

Enquetes populares nesta semana

  1. PL 2717/2019

    O Projeto de Lei 2717/19 define a saúde estética como área de atuação de biólogos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Conforme o texto, o profissional deve ter título de especialidade regulamentado pelo respectivo conselho de fiscalização. A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. Segundo o autor, deputado Fred Costa (Patriota-MG), há insegurança jurídica nesse segmento. “A ideia é permitir que esses profissionais exerçam seus conhecimentos em saúde estética, desde que dentro dos limites da área de atuação, da formação profissional e das diretrizes curriculares”, afirmou. Tramitação A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

  2. PLP 235/2019

    O Projeto de Lei Complementar (PLP) 235/19, já aprovado pelo Senado, cria o Sistema Nacional de Educação (SNE), com o objetivo de alinhar, harmonizar e articular políticas, programas e ações da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios na área educacional. A proposta está agora em análise na Câmara dos Deputados. Pelo texto, a ideia é universalizar o acesso à educação básica e garantir padrão de qualidade; erradicar o analfabetismo; assegurar as oportunidades educacionais; articular níveis, etapas e modalidades de ensino; cumprir planos de educação nos entes federativos; e valorizar os profissionais da educação, entre outras ações. Como princípios e diretrizes do SNE, são mencionadas a igualdade de condições para acesso e permanência na escola, na alocação de recursos e na definição de iniciativas; a articulação entre escola, trabalho e prática social; e ações inclusivas para alunos e populações de comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas. Entre os objetivos, estão universalizar o acesso à educação básica, erradicar o analfabetismo e fortalecer os mecanismos redistributivos, todos com qualidade. Fazem parte desses dispositivos a assistência técnica, pedagógica e financeira; a infraestrutura física, tecnológica e de pessoal; e a participação democrática nos processos. Estados, Distrito Federal e municípios terão até dois anos para aprovar legislação específica para criação dos respectivos sistemas estaduais, distrital e municipais de educação. O Ministério da Educação deverá prestar assistência a todos. “O Sistema Nacional de Educação poderá representar um estímulo ao princípio da colaboração entre governos na adoção de políticas educacionais”, afirmou o autor da proposta, senador Flávio Arns (Podemos-PR), ao defender as mudanças. Tramitação O projeto tramitará em conjunto com iniciativa da Câmara (PLP 25/19) e será analisado pelas comissões de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.     Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei complementar

  3. REQ 201/2023 CE

    Requer a realização de Audiência Pública no âmbito da Comissão de Educação para discutir o Projeto de Lei nº. 2304/2019.

  4. PEC 14/2021

    Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer o Sistema de Proteção Social e Valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, a aposentadoria especial e exclusiva, e fixar a responsabilidade do gestor local do SUS pela regularidade do vínculo empregatício desses profissionais.

  5. PL 4476/2023

    Estabelece a definição de moedas sociais, bem como regula a sua emissão e transação através da tecnologia de registro distribuído.

  6. PRL 3 CIDOSO => PL 9003/2017

    Parecer da Relatora, Dep. Tereza Nelma (PSD-AL), pela aprovação deste, e do PL 6764/2016, apensado, com substitutivo.