Enquete do PL 4516/2023

Resultado

Resultado final desde 18/09/2023

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 5 11%
Concordo na maior parte 2 5%
Estou indeciso 0 0%
Discordo na maior parte 5 12%
Discordo totalmente 31 72%

O que foi dito

Pontos mais populares

Não há ponto positivo, estudos no exterior comprovam, que uma mistura acima de 10% de álcool à gasolina, aumenta o consumo, diminuindo assim a eficiência energética.

Marcos 06/03/2024
10

Muitos veículos em circulação foram dimensionados ao consumo de gasolina, mostrando-se discutível se o aumento do percentual de etanol irá preservar as peças desses veículos de danos. Medida salutar seria incentivar donos de carros flex ao uso do etanol. Deve-se analisar também essas questões sob o ponto de vista do Mercosul, quanto aos veículos que adentrarem solo nacional,

Leandro Sabatino 11/10/2023
15

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 11 encontrados.

Baixar
  • Ponto positivo: Apenas os produtores de etanos podem enxergar algum ponto positivo, nesse aumento do percentual do etanol na gasolina. Para os consumidores brasileiros, e principalmente para os mais pobres, que possuem carros movidos a gasolina, não haverá vantagem alguma.

    Ivan Artiolli de Farias 13/03/2024
    2
  • Ponto negativo: Não faz o mínimo sentido justificar, esse aumento do etanol na gasolina, com a questão ambiental. Já está comprovando que a pseudo redução do valor da gasolina, que teoricamente deveria chegar na bomba de combustível, não chega ao cliente final. Com mais etanol na gasolina, se diminui a autonomia dos veículos, logo para que o veículo rode a mesma distância, teremos que colocar mais combustível. Onde há vantagens nisso?

    Ivan Artiolli de Farias 13/03/2024
    2
  • Ponto negativo: Carros somente a gasolina não foram projetados para rodar com um percentual de etanol tão alto (30%), eles estão sujeitos a apresentar problemas mecânicos a longo prazo e os parlamentares que votarem a favor desse projeto logicamente não irão pagar a conta da oficina. Se for para aprovar esse projeto, por favor, pelo menos mantenham as gasolinas PREMIUM (podium, octapro etc) com um percentual menor de etanol (atualmente elas levam 25% de etanol, contra 27,5% das demais gasolinas).

    LUIZA RIBEIRO 11/03/2024
    4
  • Ponto negativo: Deve ser estudado o impacto nos carros no longo prazo, essa medida irá diminuir muito a vida útil dos motores - principalmente os que não são flex-, aumentará o consumo de combustível, diminuição da eficiência energética sem contar que muito provavelmente o preço não irá ser reduzido. Essa PL não trata de um assunto que deva tramitar em caráter de urgência.

    MATEUS COSTA SANTOS 09/03/2024
    2
  • Ponto negativo: Se paga 1 litro de gasolina é recebe 30% de Etanol, pois então, reduza o preço da bomba a uma proporção de diferença do preço entre o Etanol e Gasolina.

    Joaquim Santos 09/03/2024
    2
  • Ponto negativo: Aumento do consumo de combustível, diminuindo a eficiência energética, consequentemente aumentando a emissão de gases na atmosfera, sem dizer os gastos com manutenção, no final dos anos 1980, a comercialização de veículos leve no país, era mais de 90% a álcool, mas com o aumento do açúcar, nossos usineiros deixaram de produzir o álcool, para produzir açúcar, acabando com o Proálcool, e outra coisa, se o álcool fosse tão bom, porque só o Brasil utiliza ...

    Marcos 06/03/2024
    2
  • Ponto positivo: Não há ponto positivo, estudos no exterior comprovam, que uma mistura acima de 10% de álcool à gasolina, aumenta o consumo, diminuindo assim a eficiência energética.

    Marcos 06/03/2024
    10
  • Ponto negativo: Isso não ajuda a melhorar em nada o meio ambiente e ainda diminui a qualidade da gasolina, a autonomia dos carros vão ser menores e haverá mais gastos com combustível.

    Antonio Oannes Tavares Venceslau 04/03/2024
    5
  • Ponto negativo: Irá piorar ainda mais a qualidade da gasolina que já é ruim. Adicionar etanol aumenta o consumo. Quer que use etanol? Reduz imposto para que valha a pena do ponto de vista financeiro. Etanol tem que ser mais de 30% mais barato que a gasolina para fazer sentido.

    Cristiano Alencastro 27/02/2024
    6
  • Ponto positivo: É importante garantir além de carbono neutro, a e-gasolina tenha alta octanagem, maior do que 82% de MON como é atualmente, para assegurar mais eficiência no consumo de combustível, pois apenas produção de combustível requer eficiência na remissão de gases para a atmosfera e diminuir os efeitos de gases-estufa no meio ambiente. Não somente o carbono, reduzir também compostos nitrogenados, aromáticos e sulfurados na composição química.

    jbasilva2406 . 09/01/2024
    0

Enquetes populares nesta semana

  1. PL 2717/2019

    O Projeto de Lei 2717/19 define a saúde estética como área de atuação de biólogos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Conforme o texto, o profissional deve ter título de especialidade regulamentado pelo respectivo conselho de fiscalização. A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. Segundo o autor, deputado Fred Costa (Patriota-MG), há insegurança jurídica nesse segmento. “A ideia é permitir que esses profissionais exerçam seus conhecimentos em saúde estética, desde que dentro dos limites da área de atuação, da formação profissional e das diretrizes curriculares”, afirmou. Tramitação A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

  2. PLP 235/2019

    O Projeto de Lei Complementar (PLP) 235/19, já aprovado pelo Senado, cria o Sistema Nacional de Educação (SNE), com o objetivo de alinhar, harmonizar e articular políticas, programas e ações da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios na área educacional. A proposta está agora em análise na Câmara dos Deputados. Pelo texto, a ideia é universalizar o acesso à educação básica e garantir padrão de qualidade; erradicar o analfabetismo; assegurar as oportunidades educacionais; articular níveis, etapas e modalidades de ensino; cumprir planos de educação nos entes federativos; e valorizar os profissionais da educação, entre outras ações. Como princípios e diretrizes do SNE, são mencionadas a igualdade de condições para acesso e permanência na escola, na alocação de recursos e na definição de iniciativas; a articulação entre escola, trabalho e prática social; e ações inclusivas para alunos e populações de comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas. Entre os objetivos, estão universalizar o acesso à educação básica, erradicar o analfabetismo e fortalecer os mecanismos redistributivos, todos com qualidade. Fazem parte desses dispositivos a assistência técnica, pedagógica e financeira; a infraestrutura física, tecnológica e de pessoal; e a participação democrática nos processos. Estados, Distrito Federal e municípios terão até dois anos para aprovar legislação específica para criação dos respectivos sistemas estaduais, distrital e municipais de educação. O Ministério da Educação deverá prestar assistência a todos. “O Sistema Nacional de Educação poderá representar um estímulo ao princípio da colaboração entre governos na adoção de políticas educacionais”, afirmou o autor da proposta, senador Flávio Arns (Podemos-PR), ao defender as mudanças. Tramitação O projeto tramitará em conjunto com iniciativa da Câmara (PLP 25/19) e será analisado pelas comissões de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.     Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei complementar

  3. REQ 201/2023 CE

    Requer a realização de Audiência Pública no âmbito da Comissão de Educação para discutir o Projeto de Lei nº. 2304/2019.

  4. PEC 14/2021

    Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer o Sistema de Proteção Social e Valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, a aposentadoria especial e exclusiva, e fixar a responsabilidade do gestor local do SUS pela regularidade do vínculo empregatício desses profissionais.

  5. PL 4476/2023

    Estabelece a definição de moedas sociais, bem como regula a sua emissão e transação através da tecnologia de registro distribuído.

  6. PRL 3 CIDOSO => PL 9003/2017

    Parecer da Relatora, Dep. Tereza Nelma (PSD-AL), pela aprovação deste, e do PL 6764/2016, apensado, com substitutivo.