Enquete do PL 3044/2022

Resultado

Resultado parcial desde 20/12/2022

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 1.592 95%
Concordo na maior parte 17 1%
Estou indeciso 6 0%
Discordo na maior parte 9 1%
Discordo totalmente 49 3%

O que foi dito

Pontos mais populares

Ficaremos muito agradecidos por tamanho feito , o salário subiu, mas o desconto é tanto que não sobra quase nada, e ainda os gestores aqui da nossa cidade , não pagam nossos incentivos pagos pela União, somos o elo da comunidade com o posto de saúde, corremos riscos a todo momento, sem contar que podemos ser contaminados com doenças infecto contagiosas.

SIMONE APARECIDA VIEIRA SOARES 21/12/2022
48

Conceder um aumento de salário e descontar no IR, é o mesmo que dar com uma mão e tirar com a outra! Já temos o desconto do IPG ou INSS, que por sinal é alto, então no final acaba sem fazer diferença.

Fabiola Machado 22/12/2022
44

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 137 encontrados.

Baixar
  • Ponto positivo: Cada categoria tem que ir atrás de seus direitos , mobilizem seus sindicatos ou seus representantes, nós trabalhadores só teremos nossos direitos quando pararmos de criticar a conquista de outras categorias. O povo unido faz milagres e as coisas aqui no Brasil só vai mudar quando todos verem que os políticos são empregados do povo .

    Maria Clarisse de Siqueira 19/01/2024
    0
  • Ponto positivo: Considerando a relevância dos serviços oferecidos pelos personagens ACE e ACS na promoção e prevenção à saúde do território.Considerando que na maioria das vezes esses atores são a única relação do SUS com o usuário no território. Considerando expor-se aos diversos perigos intrínsecos ao território cito;Diversas formas de Violência;estupro, tráfico, assaltos, assaltos seguidos de morte, bala perdida.considerando os perigos biológicos e os baixos salários. Tem-se que é justo a isenção do IR

    Luiz Gabriel 08/04/2023
    1
  • Ponto positivo: O agente comunitário de saúde, trabalha incansavelmente de baixo de sol e chuva e faz o governo economizar bilhões, pois muitas doenças são logo indentificadas e tratadas. Merecem todo o respeito e valorização.

    Ebeson Cirino 07/04/2023
    1
  • Ponto positivo: Somos nós a porta de entrada nos municípios, e em muitos lugares com salários desiguais, porém ainda sim procuramos trabalhar com qualidade, e amor, então merecemos ser isento do IR.

    Glenda yood Costa Miranda 02/04/2023
    2
  • Ponto negativo: Privilegia uma categoria profissional em detrimento de outras. Como qualquer brasileiro estes agentes também devem contribuir para o estado.

    E VANIR JR 31/03/2023
    0
  • Ponto negativo: Isenções são como "penduricalhos". Fazem distorções. Daqui a pouco outras categorias, que também são importantes, vão pleitear também. No meu ver o certo é o governo gastar melhor os impostos arrecadados. Também pode oferecer salários mais dignos.

    José Claudio Warken 24/01/2023
    2
  • Ponto negativo: Governo precisa preservar suas receitas. Essa classe de trabalhadores são iguais as demais.

    FRANCISCO MARICILDO ALENCAR DA SILVA 23/01/2023
    1
  • Ponto positivo: Bom dia!! Nossa classe não é valorizada e acredito que com no desconto de IR perdemos todos os benefícios. Então acho importante a isenção do IR, para que pelo menos podemos receber nossos benefícios e poder contar com ele. Para a própria valorização salarial.

    Valdirene Mancini 19/01/2023
    2
  • Ponto positivo: Ao meu ver, a PL3044 veio para fazer justiça aos agentes que lutam de sol a sol, atrás da saúde dos brasileiros e aos poucos está sendo valorizada !!! Espero que isso seja só o começo de muitas vitórias para a nossa classe!!!

    REGIANE NEVES DOS SANTOS 18/01/2023
    3
  • Ponto positivo: ACS e ACE agora vamos ter um olhar mas amplo, porque nosso Presidente vão ajudar nossa categoria. Lula eu e minha família sempre vai votar em vc .

    Vera Neide Ferreira Dos Santos 18/01/2023
    1
vote nesta enquete

Enquetes populares nesta semana

  1. PL 2717/2019

    O Projeto de Lei 2717/19 define a saúde estética como área de atuação de biólogos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Conforme o texto, o profissional deve ter título de especialidade regulamentado pelo respectivo conselho de fiscalização. A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. Segundo o autor, deputado Fred Costa (Patriota-MG), há insegurança jurídica nesse segmento. “A ideia é permitir que esses profissionais exerçam seus conhecimentos em saúde estética, desde que dentro dos limites da área de atuação, da formação profissional e das diretrizes curriculares”, afirmou. Tramitação A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

  2. PLP 235/2019

    O Projeto de Lei Complementar (PLP) 235/19, já aprovado pelo Senado, cria o Sistema Nacional de Educação (SNE), com o objetivo de alinhar, harmonizar e articular políticas, programas e ações da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios na área educacional. A proposta está agora em análise na Câmara dos Deputados. Pelo texto, a ideia é universalizar o acesso à educação básica e garantir padrão de qualidade; erradicar o analfabetismo; assegurar as oportunidades educacionais; articular níveis, etapas e modalidades de ensino; cumprir planos de educação nos entes federativos; e valorizar os profissionais da educação, entre outras ações. Como princípios e diretrizes do SNE, são mencionadas a igualdade de condições para acesso e permanência na escola, na alocação de recursos e na definição de iniciativas; a articulação entre escola, trabalho e prática social; e ações inclusivas para alunos e populações de comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas. Entre os objetivos, estão universalizar o acesso à educação básica, erradicar o analfabetismo e fortalecer os mecanismos redistributivos, todos com qualidade. Fazem parte desses dispositivos a assistência técnica, pedagógica e financeira; a infraestrutura física, tecnológica e de pessoal; e a participação democrática nos processos. Estados, Distrito Federal e municípios terão até dois anos para aprovar legislação específica para criação dos respectivos sistemas estaduais, distrital e municipais de educação. O Ministério da Educação deverá prestar assistência a todos. “O Sistema Nacional de Educação poderá representar um estímulo ao princípio da colaboração entre governos na adoção de políticas educacionais”, afirmou o autor da proposta, senador Flávio Arns (Podemos-PR), ao defender as mudanças. Tramitação O projeto tramitará em conjunto com iniciativa da Câmara (PLP 25/19) e será analisado pelas comissões de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.     Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei complementar

  3. PL 85/2024

    Dispõe sobre fornecimento gratuito da caneta de adrenalina auto injetável pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

  4. PEC 14/2021

    Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer o Sistema de Proteção Social e Valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, a aposentadoria especial e exclusiva, e fixar a responsabilidade do gestor local do SUS pela regularidade do vínculo empregatício desses profissionais.

  5. PL 536/2024

    Regulamenta a profissão de Motorista Autônomo de Serviços de Mobilidade Urbana e dá outras providências.

  6. PL 4476/2023

    Estabelece a definição de moedas sociais, bem como regula a sua emissão e transação através da tecnologia de registro distribuído.