Enquete da MPV 1106/2022

Resultado

Resultado final desde 19/03/2022

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 135 84%
Concordo na maior parte 13 8%
Estou indeciso 0 0%
Discordo na maior parte 3 2%
Discordo totalmente 10 6%

O que foi dito

Pontos mais populares

Deveria extender para os servidores ativos e inativos, tanto federais como estaduais e municipais. Esse governo até qdo acerta erra.

Gilson Gils 27/04/2022
10

Foi feito só para uma parte dos trabalhadores, é necessário estender essa política aos servidores federais que já estão há 7 anos sem aumento, com salários corroídos, precisando ter pelo menos como contrair empréstimos, para se socorrer. Inflação de abril já bateu 12,7%, a inflação anual de 2022 deve ficar em 7,5%, multiplique isso por 7 e veja a corrosão salarial dos últimos anos. Consignado é uma necessidade.

Ana Paula 16/05/2022
12

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 44 encontrados.

Baixar
  • Ponto positivo: Esse empréstimo é uma boa oportunidade, basta usar com sabedoria e não usar esse dinheiro pra comprar comida, mas sim, investir em um negócio, até mesmo por exemplo abrir um restaurante em casa e vender pelo ifood. Mas se a pessoa pegar esse empréstimo e gastar com coisas de mercado, aí não vale a pena, vai ficar pagando parcelas por 2 anos e recebendo só R$240. O governo devia incentivar o povo principalmente os mais pobres, a investir. Isso é bom pra economia.

    FABIANO BENTO DE OLIVEIRA 04/08/2022
    0
  • Ponto positivo: Vai servir para quem tem ideia de abrir o proprio negócio ou pagar suas contas atrasadas. Quem não confiar e não quiser fazer é só não fazer simples. As pessoas já recorrem a outras formas de empréstimo com muito mais juros,pelo menos assim vai ser regulamentado e ninguém tá vai ser obrigado a fazer.

    tailine dos santos 03/08/2022
    2
  • Ponto positivo: Muita gente tá precisando pra alavancar seu negócio próprio

    Maira Abreu 28/07/2022
    4
  • Ponto positivo: O presidente ja deveria ter assinado porque tem muita gente precisando é esta demorando muito vamo presidente assina logo isso.as vezes a precisão obriga as pessoas ter pressa porque a fome não espera

    JUSSARA SANTOS ROCHA 28/07/2022
    5
  • Ponto positivo: Irá ser de suma importancia, para todas as pessoas que ja estão com a margem comprometida, desde o ano passado, quando em dezembro de 2021 caiu para 30 %....nós servidores publicos municipais estamos anciosos para aumentar logo....ASSINA AI A MP PRA GENTE LOGO PRESIDENTE...!!!

    Ademilson Zani 25/07/2022
    5
  • Ponto positivo: Vai ajudar muitas familias nessecitadas nesse momento a levar alimento e conseguir ajeitar um pouco as coisas so nao entendo pq tanta demora pra sancionar poderia ter uma certa agilidade nesse processo pq tem muitas familias em situacao de extrema pobreza e estao aguardando ser sancionado pra levar alimento aos seus filhos.

    Fabiely Sillvah 24/07/2022
    5
  • Ponto positivo: Tem que sancionar logo

    ROSE NEIDE BATISTA CARDOSO 20/07/2022
    4
  • Ponto positivo: Esta é demorado sancionar. Vai ajudar muita gente nesse momento

    ROSE NEIDE BATISTA CARDOSO 20/07/2022
    3
  • Ponto positivo: Acho muito positivo na atual crise econômica vai ajudar muitas famílias

    Hamilton soares ribeiro 12/07/2022
    1
  • Ponto negativo: Maravilha, vamos permitir aos bancos extorquir os mais pobres e necessitados… Que vergonha!

    Christian Gehlen Cândido 07/07/2022
    0

Enquetes populares nesta semana

  1. PL 2650/2024

    Altera a Lei nº 10.855, de 1º de abril de 2004, que dispõe sobre a reestruturação da Carreira Previdenciária, de que trata a Lei nº 10.355, de 26 de dezembro de 2001, instituindo a Carreira do Seguro Social, e dá outras providências, para dispor sobre a alteração do requisito de entrada para o cargo de Técnico do Seguro Social e reconhecer as atribuições da carreira do Seguro Social como exclusivas e essenciais ao Estado.

  2. PL 2957/2024

    Declara a desapropriação por utilidade pública da empresa Avibras Indústria Aeroespacial S/A, nos termos que especifica.

  3. PLP 229/2023

    Regulamenta a aposentadoria especial dos Agentes Comunitários de Saúde e de Agentes de Combate às Endemias definida no §10 do art. 198 da Constituição Federal.

  4. PEC 18/2022

    Acrescenta o § 9º-A ao art. 198 da Constituição Federal, para criar piso salarial diferenciado para os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate às endemias detentores de formação técnica, nos termos que especifica.

  5. PL 1904/2024

    O Projeto de Lei 1904/24 equipara o aborto realizado após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio simples, inclusive no casos de gravidez resultante de estupro. Em análise na Câmara dos Deputados, a proposta altera o Código Penal, que hoje não pune o aborto em caso de estupro e não prevê restrição de tempo para o procedimento nesse caso. O código também não pune o aborto quando não há outro meio de salvar a vida da gestante.  Com exceção desses casos em que não há punição, o código prevê detenção de um a três anos para a mulher que aborta; reclusão de um a quatro anos para o médico ou outra pessoa que provoque aborto com o consentimento da gestante; e reclusão de três a 10 anos para quem provoque aborto sem o consentimento da gestante.  Caso o projeto seja aprovado pelos parlamentares, o aborto realizado após 22 semanas de gestação será punido com reclusão de seis a 20 anos em todos esses casos e também no caso de gravidez resultante de estupro. A pena é a  mesma prevista para o homicídio simples.  Justificativa O texto foi apresentado pelo deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ) e outros deputados. Segundo os parlamentares, quando o Código Penal foi promulgado, “se o legislador não colocou limites gestacionais ao aborto, não foi porque teria querido estender a prática até o nono mês da gestação”.  “Em 1940, quando foi promulgado o Código Penal, um aborto de último trimestre era uma realidade impensável e, se fosse possível, ninguém o chamaria de aborto, mas de homicídio ou infanticídio”, apontaram os autores da proposta. O projeto foi apresentado no mesmo dia em que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou a suspensão da resolução aprovada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) para proibir a realização da chamada assistolia fetal para interrupção de gravidez após 22 semanas de gestação. A técnica utiliza medicações para interromper os batimentos cardíacos do feto, antes de sua retirada do útero. Circunstâncias individuais De acordo com o projeto de lei, o juiz poderá mitigar a pena, conforme o exigirem as circunstâncias individuais de cada caso, ou poderá até mesmo deixar de aplicá-la, se as consequências da infração atingirem o próprio agente de forma tão grave que a sanção penal se torne desnecessária. Tramitação A proposta ainda não foi distribuída às comissões da Câmara, mas poderá ser votada diretamente pelo Plenário caso requerimento de urgência do deputado Eli Borges (PL-TO) e outros seja aprovado.  Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

  6. INC 773/2024

    Sugere ao Excelentíssimo Senhor Ministro da Defesa, Sr. JOSÉ MUCIO MONTEIRO FILHO, a elaboração de projeto de lei que cria o Quadro Especial de Graduados da Marinha.