Enquete do PL 3422/2021

Resultado

Resultado final desde 17/12/2021

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 154 87%
Concordo na maior parte 11 6%
Estou indeciso 0 0%
Discordo na maior parte 4 2%
Discordo totalmente 9 5%

O que foi dito

Pontos mais populares

Ainda há sérias distorções na representação sócio-educacional da população. As cotas devem continuar até que haja uma melhor equidade educacional no Brasil. Parabéns aos autores pela iniciativa.

Was CaGo 29/01/2022
6

Não foram incluídos representantes das pessoas com deficiência no Conselho de Ações Afirmativas, preferencialmente com representação de representantes de pessoas com deficiências diferentes.

Matheus Oliveira Kühn 04/01/2022
2

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 15 encontrados.

Baixar
  • Ponto positivo: As cotas sempre existiram para privilégios de algumas elites brasileiras. Os negros, maioria nesse país, apenas ne século conquistou cotas. Portanto as mesmas deveriam existir até que se tenha um equilíbrio social equivalente e proporcional a essa população. O IBGE 2019 (se não me engano) afirma que pretos e pardos = população negra, são mais de 55% da população do Brasil. #CotasRaciaisSim #CotasRaciaisPermanentes

    Ademar de Oliveira Filho 10/02/2022
    1
  • Ponto negativo: A Lei atinge os cursos superiores sem qualquer menção ao fundamental e médio. Acredito que enquanto não atuarmos fortemente nestes, nunca proporcionaremos a igualdade almejada, ao contrário manteremos o racismo estrutural e a pobreza. Não se faz uma população rica dando bolsas ou permitindo que sindicatos/associações controlem a educação básica ou superior devido ao ativismo político que os move. A manutenção desta situação gera um ciclo de desvirtudes com relação às pessoas e ao País.

    ROBSON 09/02/2022
    0
  • Ponto positivo: Atualmente é injusto.

    Sélio Siqueira 06/02/2022
    0
  • Ponto positivo: Fundamental a prorrogação, pois é uma política pública necessária para promover a justiça racial e a igualdade de oportunidades em um sociedade ainda muito desigual e para enfrentar com ações o racismo estrutural.

    João Carlos Pio de Souza 03/02/2022
    5
  • Ponto positivo: Enquanto jovens negros continuarem a ser excluídos, violentados e assassinados, inclusive pelas próprias instituições, as cotas serão necessárias.

    Welton Yudi 03/02/2022
    2
  • Ponto positivo: Promove a inclusão de uma população que segundo dados oficias do governo, ONGS e do IBGE é excluída socialmente e economicamente. Promover atraves da educação processos e mecanismo de inclusão de populações marginalizadas do processo da cidadania é papel de todo Estado Democrático.

    T Z 02/02/2022
    2
  • Ponto positivo: Dívida histórica desse Brasil racista !!!!

    Edna Coelho 02/02/2022
    2
  • Ponto positivo: Proposição importante para garantir o acesso de estudantes de escola pública, pretos, pardos e indígenas e estudantes com deficiência ao ensino superior, de qualidade e gratuito. Observa-se claramente impacto positivo da lei, que precisa ter continuidade.

    Emerson Ronald Pereira 02/02/2022
    1
  • Ponto positivo: A continuidade da lei é necessária porque, ainda, não atingimos um nível de justiça social almejado para um de princípios republicanos, do seremos, de fato, uma democracia quando houver equidade em todas as escalas sócio-econômicas.

    Denise Botelho 02/02/2022
    2
  • Ponto positivo: Trata-se de medida fundamental para garantir o acesso de estudantes de escola pública, pretos, pardos e indígenas e estudantes com deficiência ao ensino superior federal. Os resultados dos últimos 10 anos indicam o impacto positivo da lei, que precisa ser mantida e ampliada

    Rosana Heringer 01/02/2022
    5

Enquetes populares nesta semana

  1. PL 2717/2019

    O Projeto de Lei 2717/19 define a saúde estética como área de atuação de biólogos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Conforme o texto, o profissional deve ter título de especialidade regulamentado pelo respectivo conselho de fiscalização. A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. Segundo o autor, deputado Fred Costa (Patriota-MG), há insegurança jurídica nesse segmento. “A ideia é permitir que esses profissionais exerçam seus conhecimentos em saúde estética, desde que dentro dos limites da área de atuação, da formação profissional e das diretrizes curriculares”, afirmou. Tramitação A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

  2. PLP 235/2019

    O Projeto de Lei Complementar (PLP) 235/19, já aprovado pelo Senado, cria o Sistema Nacional de Educação (SNE), com o objetivo de alinhar, harmonizar e articular políticas, programas e ações da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios na área educacional. A proposta está agora em análise na Câmara dos Deputados. Pelo texto, a ideia é universalizar o acesso à educação básica e garantir padrão de qualidade; erradicar o analfabetismo; assegurar as oportunidades educacionais; articular níveis, etapas e modalidades de ensino; cumprir planos de educação nos entes federativos; e valorizar os profissionais da educação, entre outras ações. Como princípios e diretrizes do SNE, são mencionadas a igualdade de condições para acesso e permanência na escola, na alocação de recursos e na definição de iniciativas; a articulação entre escola, trabalho e prática social; e ações inclusivas para alunos e populações de comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas. Entre os objetivos, estão universalizar o acesso à educação básica, erradicar o analfabetismo e fortalecer os mecanismos redistributivos, todos com qualidade. Fazem parte desses dispositivos a assistência técnica, pedagógica e financeira; a infraestrutura física, tecnológica e de pessoal; e a participação democrática nos processos. Estados, Distrito Federal e municípios terão até dois anos para aprovar legislação específica para criação dos respectivos sistemas estaduais, distrital e municipais de educação. O Ministério da Educação deverá prestar assistência a todos. “O Sistema Nacional de Educação poderá representar um estímulo ao princípio da colaboração entre governos na adoção de políticas educacionais”, afirmou o autor da proposta, senador Flávio Arns (Podemos-PR), ao defender as mudanças. Tramitação O projeto tramitará em conjunto com iniciativa da Câmara (PLP 25/19) e será analisado pelas comissões de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.     Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei complementar

  3. PL 85/2024

    Dispõe sobre fornecimento gratuito da caneta de adrenalina auto injetável pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

  4. PEC 14/2021

    Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer o Sistema de Proteção Social e Valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, a aposentadoria especial e exclusiva, e fixar a responsabilidade do gestor local do SUS pela regularidade do vínculo empregatício desses profissionais.

  5. PL 536/2024

    Regulamenta a profissão de Motorista Autônomo de Serviços de Mobilidade Urbana e dá outras providências.

  6. PL 4476/2023

    Estabelece a definição de moedas sociais, bem como regula a sua emissão e transação através da tecnologia de registro distribuído.