Enquete do PL 1785/2021

Resultado

Resultado final desde 12/05/2021

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 416 100%
Concordo na maior parte 0 0%
Estou indeciso 0 0%
Discordo na maior parte 0 0%
Discordo totalmente 0 0%

O que foi dito

Pontos mais populares

O aumento da bolsa permanência, conforme previsto no PL em questão, é de suma importância para a permanência de muitos estudantes em suas universidades, inclusive eu. Visto que há 8 anos o valor não sofre reajuste o que o torna totalmente discrepante da atual situação econômica do país.

Maria de Fátima 12/05/2021
31

Se os cidadãos não conseguirem entender a luta diária de um aluno de baixa renda se manter nos estudos eu não sei mais o que eles podem entender sobre a sociedade

Francisco Henrique 14/05/2021
4

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 28 encontrados.

Baixar
  • Ponto positivo: Concordo! Muitos estudantes estão enfrentando dificuldades para se manter com o valor recebido atualmente. Precisamos de reajuste já!

    Bruna Faria Martins 27/01/2023
    0
  • Ponto positivo: Mais do que necessário o reajuste depois de todos esses anos e das alterações do custo de vida e inflação. Impossível se manter na faculdade com 400 reais, não dá nem para alimentação

    Giordana Fioreze 17/11/2022
    0
  • Ponto positivo: Já passou da hora de alguém perceber essa necessidade. A cada ano os custos aumentam e a bolsa não é reajustada. Totalmente favorável ao aumento.

    Alexandre Alves Porfirio Vieira 07/10/2022
    7
  • Ponto positivo: Concordo! Atualmente isso está sendo um pseudoauxílio, pois não deve auxiliar nada nos tempos de hoje (por conta da inflação). Eu estudo pelo ProUni, mas meu curso não está no auxílio por conta das horas mínimas exigidas, mas seria bom se todos os cursos, com bolsa de 100/100, pudessem participar do Bolsa Permanência, mas, por enquanto, seria excelentíssimo aumentar o auxílio para a galera que estuda integralmente, pois devem sofrer muito com os custos.

    Glemselens Elv 09/08/2022
    3
  • Ponto positivo: Sou aluna do Prouni na PUCRS e é impossível manter alimentação e transporte, quem dirá aluguel. Essa ajuda de custos é muito pouca tendo em vista os valores das coisas. É triste ter que viver assim.

    Janaína Costa Canarim 18/03/2022
    7
  • Ponto positivo: Sou estudante do prouni, saí da minha cidade natal para fazer uma faculdade de período integral, logo não consigo trabalhar. Posso afirmar com todas as letras que 400 reais mal custeia o valor da alimentação, minha mãe precisa mandar metade do salário (mínimo) que ela recebe para que eu consiga estudar. O valor atual não oferece o mínimo de dignidade ao estudante de baixa renda.

    douglas felipe 22/11/2021
    7
  • Ponto positivo: Sou bolsista ProUni em faculdade particular, e para mim tem sido quase impossível manter o mínimo. O transporte já me consome quase metade desse valor, a alimentação fica difícil e as outras contas e material ficam sem condições

    Ana Paula Santos 22/11/2021
    8
  • Ponto positivo: Os alunos precisam alem da vaga na faculdade, conseguir ficar na cidade onde passaram. Faz 9 anos sem reajuste. Deveria estar bem mas agr. A inflação está muito grande. É necessário esse reajuste.

    Felipe Rangel Godinho Gomes 22/11/2021
    5
  • Ponto positivo: Esse aumento é de extrema importância,pois muitos estudantes precisam sair da sua cidade natal para estudar e arcar com aluguel, água, luz, internet, Alimentação e transporte. Esse valor atual - R$400- torna- se insuficiente para custear todos os gastos.

    Danielle Xavier 27/10/2021
    7
  • Ponto positivo: Esse aumento é extremamente necessário, para garantir pelo menos o custeio básico da vida do estudante bolsista, muitos dependem totalmente desse valor

    Pedro Henrique Gomes da Silva 06/10/2021
    7

Enquetes populares nesta semana

  1. PL 2717/2019

    O Projeto de Lei 2717/19 define a saúde estética como área de atuação de biólogos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Conforme o texto, o profissional deve ter título de especialidade regulamentado pelo respectivo conselho de fiscalização. A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. Segundo o autor, deputado Fred Costa (Patriota-MG), há insegurança jurídica nesse segmento. “A ideia é permitir que esses profissionais exerçam seus conhecimentos em saúde estética, desde que dentro dos limites da área de atuação, da formação profissional e das diretrizes curriculares”, afirmou. Tramitação A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

  2. PLP 235/2019

    O Projeto de Lei Complementar (PLP) 235/19, já aprovado pelo Senado, cria o Sistema Nacional de Educação (SNE), com o objetivo de alinhar, harmonizar e articular políticas, programas e ações da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios na área educacional. A proposta está agora em análise na Câmara dos Deputados. Pelo texto, a ideia é universalizar o acesso à educação básica e garantir padrão de qualidade; erradicar o analfabetismo; assegurar as oportunidades educacionais; articular níveis, etapas e modalidades de ensino; cumprir planos de educação nos entes federativos; e valorizar os profissionais da educação, entre outras ações. Como princípios e diretrizes do SNE, são mencionadas a igualdade de condições para acesso e permanência na escola, na alocação de recursos e na definição de iniciativas; a articulação entre escola, trabalho e prática social; e ações inclusivas para alunos e populações de comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas. Entre os objetivos, estão universalizar o acesso à educação básica, erradicar o analfabetismo e fortalecer os mecanismos redistributivos, todos com qualidade. Fazem parte desses dispositivos a assistência técnica, pedagógica e financeira; a infraestrutura física, tecnológica e de pessoal; e a participação democrática nos processos. Estados, Distrito Federal e municípios terão até dois anos para aprovar legislação específica para criação dos respectivos sistemas estaduais, distrital e municipais de educação. O Ministério da Educação deverá prestar assistência a todos. “O Sistema Nacional de Educação poderá representar um estímulo ao princípio da colaboração entre governos na adoção de políticas educacionais”, afirmou o autor da proposta, senador Flávio Arns (Podemos-PR), ao defender as mudanças. Tramitação O projeto tramitará em conjunto com iniciativa da Câmara (PLP 25/19) e será analisado pelas comissões de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.     Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei complementar

  3. PL 85/2024

    Dispõe sobre fornecimento gratuito da caneta de adrenalina auto injetável pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

  4. PEC 14/2021

    Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer o Sistema de Proteção Social e Valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, a aposentadoria especial e exclusiva, e fixar a responsabilidade do gestor local do SUS pela regularidade do vínculo empregatício desses profissionais.

  5. PL 536/2024

    Regulamenta a profissão de Motorista Autônomo de Serviços de Mobilidade Urbana e dá outras providências.

  6. PL 4476/2023

    Estabelece a definição de moedas sociais, bem como regula a sua emissão e transação através da tecnologia de registro distribuído.