Enquete do PL 5384/2020

Resultado

Resultado final desde 04/12/2020

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 36 45%
Concordo na maior parte 9 11%
Estou indeciso 0 0%
Discordo na maior parte 4 5%
Discordo totalmente 31 39%

O que foi dito

Pontos mais populares

De extrema importância que as cotas, por renda, por raça/etnia e por deficiência sejam mantidas, para que algum dia diminuamos as desigualdades sociais. As cotas raciais tem o papel fundamental de acabar com o racismo em nossa sociedade, colocando negros e indígenas, aí sim, em condições de igualdade de disputa com a branquitude que historicamente sempre tiveram acesso a cotas pelo Estado brasileiro, seja acesso a educação, moradia ou terra. As cotas raciais são TAMBÉM reparação à escravidão.

Juam Ferreira 14/07/2022
4

Deveria ser cotas sociais, não cotas pela cor (fenotipo)

ingrid caroline 04/04/2021
13

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 12 encontrados.

Baixar
  • Ponto negativo: Essa PL 5384/2020, deveria obrigar tbm as Universidades Eataduais , como por exemplo a UESC de Ilhéus, nunca houve cotas nos cursos de graduação pelo SISU , bem como pós-graduação para PCD.

    Aldo Machado Jr. 11/08/2023
    0
  • Ponto negativo: Deveria ser cotas sociais, não cotas pela cor (fenotipo).

    Aldo Dante Machado Jr 10/08/2023
    3
  • Ponto negativo: As cotas deveriam ser por critério econômico-social, não pela cor ou etnia. Não se resolve um erro com outro erro. Há muitas pessoas pobres ou em situação precária no Brasil, sejam elas brancas, negras, amarelas, indígenas, pardas ou qualquer outra cor. Aliás cor é algo que nem deveríamos mencionar mais, para acabar de vez com o preconceito existente. As pessoas devem ser avaliadas pelo que são e não pela cor de sua pele.

    Samoi Amadio Brito Andrade 10/08/2023
    4
  • Ponto positivo: Fez aumentar em muito a diversidade de alunos, cursos elitizados estão sendo reestruturados, muito bom. Mas acho que poderia ser mais justo a concorrência dentro da ampla. Separar alunos bolsistas, PPI e baixa renda. É muito injusto um aluno da melhor escola particular concorrer com alunos baixa renda, bolsistas de escolas não tão boas, muitas vezes com ensino inferior aos institutos federais.

    Gustavo Germano dos Santos 10/08/2023
    0
  • Ponto negativo: Cotas só deve haver para pessoas economicamentes vulneráveis.

    Alexandre 13/10/2022
    4
  • Ponto positivo: Concordo, o acesso a educação básica não fácil, imagina uma pessoa pobre, sem condições escolares adequadas! A cotas tentam diminuir a desigualdade.

    Daniell S. Silva 13/10/2022
    0
  • Ponto positivo: A Lei de Cotas é garantia de menos de desigualdades na sociedade e o pagamento de uma dívida de mais de 300 anos de escravidão e exploração do povo negro nesse país. Ser contra a manutenção dessa Lei é ser a favor de manutenção de privilégios e do racismo institucional.

    Fabiane Gonçalves 05/10/2022
    1
  • Ponto negativo: As cotas raciais só geram mais descriminação e separação entre o povo Brasileiro.

    Ricardo Barbosa de Albuquerque 11/08/2022
    2
  • Ponto positivo: De extrema importância que as cotas, por renda, por raça/etnia e por deficiência sejam mantidas, para que algum dia diminuamos as desigualdades sociais. As cotas raciais tem o papel fundamental de acabar com o racismo em nossa sociedade, colocando negros e indígenas, aí sim, em condições de igualdade de disputa com a branquitude que historicamente sempre tiveram acesso a cotas pelo Estado brasileiro, seja acesso a educação, moradia ou terra. As cotas raciais são TAMBÉM reparação à escravidão.

    Juam Ferreira 14/07/2022
    4
  • Ponto negativo: Essa Política de Cotas Raciais só serve para dividir a sociedade, assim como nos EUA, cotas sociais sim , cotas raciais não !!!

    Murilo Ribeiro 17/09/2021
    4

Enquetes populares nesta semana

  1. PEC 14/2021

    Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer o Sistema de Proteção Social e Valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, a aposentadoria especial e exclusiva, e fixar a responsabilidade do gestor local do SUS pela regularidade do vínculo empregatício desses profissionais.

  2. PDL 6/2024

    Susta os efeitosdo inciso I do art. 38 do Decreto nº 11.615, de 21 de julho de 2023, que regulamenta a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003,para excluir exigência de distanciamento de entidades de tiro desportivo em relação a estabelecimentos de ensino no País.

  3. PL 2283/2021

    O Projeto de Lei 2283/21 estabelece procedimentos para avaliação de imóveis destinados a órgãos e entidades da administração pública federal no âmbito dos três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) e do Ministério Público, inclusive de empresas estatais ou sociedades de economia mista. Conforme o texto em análise na Câmara dos Deputados, as avaliações de bens imóveis serão resultado de análise técnica para identificar valores, custos ou indicadores de viabilidade econômica para determinados objetivos, finalidades e datas. O laudo deverá ser subscrito por engenheiro, arquiteto ou agrônomo. Os procedimentos para a realização do laudo de avaliação de imóveis serão: - análise da documentação disponível; - vistoria obrigatória, salvo exceções justificadas por escrito; - coleta e tratamento de dados; - diagnóstico de mercado; - escolha da metodologia; e - apresentação de resultado da avaliação. “Atualmente, não há nenhuma lei que regule os procedimentos para a avaliação desses imóveis”, afirmou o autor da proposta, deputado Fausto Pinato (PP-SP). “A vistoria é fundamental na apuração do correto valor, já que poderá constatar problemas estruturais e de acabamento ou mesmo irregularidades evidentes.” Tramitação O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

  4. PL 3949/2023

    Altera a Lei no 7.498, de 25 de junho de 1986, para estabelecer novas regras para a prescrição de medicamentos por enfermeiros autônomos em exercício em consultório ou clínica de enfermagem, bem como penalidades para o descumprimento da norma.

  5. PL 5405/2023

    Esta Lei altera o artigo 108 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), para dinamizar os contratos imobiliários.

  6. PEC 18/2022

    Acrescenta o § 9º-A ao art. 198 da Constituição Federal, para criar piso salarial diferenciado para os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate às endemias detentores de formação técnica, nos termos que especifica.