Enquete do PL 3877/2020

Resultado

Resultado final desde 10/11/2020

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 5 13%
Concordo na maior parte 1 2%
Estou indeciso 0 0%
Discordo na maior parte 1 2%
Discordo totalmente 35 83%

O que foi dito

Pontos mais populares

Nenhum comentário positivo foi feito nessa enquete que não está mais vigente.

Mais um projeto que trata de financiar os lucros bilionários dos bancos com dinheiro público do povo.

Filipe Gomes 16/11/2020
4

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 11 encontrados.

Baixar
  • Ponto negativo: Resumindo... Vão pegar nosso dinheiro suado e distribuir ainda mais aos banqueiros que Já nos exploram. Você cidadão trabalhador anote o nome dos envolvidos e não se esqueça, vai ser importante na próxima eleição

    Eliane 11/06/2021
    2
  • Ponto negativo: Roubar do cidadão para enriquecer ainda mais a elite rentista que lucra as custas do sangue e suor do trabalhador, esse país é uma vergonha.

    Eliane 11/06/2021
    2
  • Ponto negativo: Com todo o respeito. Se entendi bem, os senhores deputados estão estimulando os bancos a roubarem mais o nossos dinheiro sem nos dar nada em troca? O que o povo ganha com isso. Vergonha...

    Leonardo 01/12/2020
    3
  • Ponto negativo: Os mais afetados pela sindemia, que precisam de crédito a juro baixo, políticas públicas e investimentos sociais, continuam desamparados, enquanto que os banqueiros enriquecem com nosso dinheiro, a dívida pública cresce, vários negócios falem, o desemprego aumenta, a inflação dispara, a crise socioeconômica alarga e o PL 3.877/2020 visa legalizar o uso abusivo, fraudulento e sem limite das operações compromissadas ao invés de barrá-lo e penalizá-lo.

    Marcos Figueiredo Teixeira Soares 28/11/2020
    3
  • Ponto negativo: É lamentável que diante de tantas necessidades da população brasileira seja feito um projeto para legalizar o roubo de dinheiro público pelos bancos. Quando que os senadores e deputados federais irão realmente trabalhar a sério e compromissados com o desenvolvimento do Brasil? Se esse projeto passar, não iremos esquecer os nomes de quem o aprovou.

    Eliane Gonçalves 23/11/2020
    3
  • Ponto negativo: É um escárnio o que estão fazendo com a população, agora veja você, eu deposito um valor no banco (Poupança), que diga-se de passagem está perdendo para a inflação, ai o banco deposita no banco central e que irá remunerar estes valores. Mas, da onde é que vem a remuneração se não da própria população? Ou seja, você deposita o seu dinheirinho suado na poupança, perde dinheiro e ainda é você quem paga a remuneração do seu próprio dinheiro.

    Joanir 18/11/2020
    4
  • Ponto negativo: É ASSALTO AO NOSSO DINHEIRO! SOU TOTALMENTE CONTRA ESSA EMENTA! CORRUPTOS!

    Thiago Santos 17/11/2020
    3
  • Ponto negativo: Bancos já veem sendo remunerados ilegalmente por depósitos voluntários com dinheiro dos rentistas e recebem em troca títulos da dívida pública. Esse projeto não é de hoje e estão tentando empurrar de todo jeito. Bolsa Banqueiro Não!! Dinheiro pra quem precisa não tem. Esse projeto de legalizar a prática da remuneração das sobras do caixas dos bancos não pode passar. Não está claro e com certeza é mais um enorme bônus pros banqueiros, donos do País. Desigualdade social cada vez mais aumentando.

    James Marques 17/11/2020
    3
  • Ponto negativo: Um projeto que beneficia somente bancos em detrimento da população. Um retrocesso.

    João Batista 17/11/2020
    2
  • Ponto negativo: Mais um projeto que trata de financiar os lucros bilionários dos bancos com dinheiro público do povo.

    Filipe Gomes 16/11/2020
    4

Enquetes populares nesta semana

  1. PL 2717/2019

    O Projeto de Lei 2717/19 define a saúde estética como área de atuação de biólogos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Conforme o texto, o profissional deve ter título de especialidade regulamentado pelo respectivo conselho de fiscalização. A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. Segundo o autor, deputado Fred Costa (Patriota-MG), há insegurança jurídica nesse segmento. “A ideia é permitir que esses profissionais exerçam seus conhecimentos em saúde estética, desde que dentro dos limites da área de atuação, da formação profissional e das diretrizes curriculares”, afirmou. Tramitação A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

  2. PLP 235/2019

    O Projeto de Lei Complementar (PLP) 235/19, já aprovado pelo Senado, cria o Sistema Nacional de Educação (SNE), com o objetivo de alinhar, harmonizar e articular políticas, programas e ações da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios na área educacional. A proposta está agora em análise na Câmara dos Deputados. Pelo texto, a ideia é universalizar o acesso à educação básica e garantir padrão de qualidade; erradicar o analfabetismo; assegurar as oportunidades educacionais; articular níveis, etapas e modalidades de ensino; cumprir planos de educação nos entes federativos; e valorizar os profissionais da educação, entre outras ações. Como princípios e diretrizes do SNE, são mencionadas a igualdade de condições para acesso e permanência na escola, na alocação de recursos e na definição de iniciativas; a articulação entre escola, trabalho e prática social; e ações inclusivas para alunos e populações de comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas. Entre os objetivos, estão universalizar o acesso à educação básica, erradicar o analfabetismo e fortalecer os mecanismos redistributivos, todos com qualidade. Fazem parte desses dispositivos a assistência técnica, pedagógica e financeira; a infraestrutura física, tecnológica e de pessoal; e a participação democrática nos processos. Estados, Distrito Federal e municípios terão até dois anos para aprovar legislação específica para criação dos respectivos sistemas estaduais, distrital e municipais de educação. O Ministério da Educação deverá prestar assistência a todos. “O Sistema Nacional de Educação poderá representar um estímulo ao princípio da colaboração entre governos na adoção de políticas educacionais”, afirmou o autor da proposta, senador Flávio Arns (Podemos-PR), ao defender as mudanças. Tramitação O projeto tramitará em conjunto com iniciativa da Câmara (PLP 25/19) e será analisado pelas comissões de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.     Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei complementar

  3. PL 85/2024

    Dispõe sobre fornecimento gratuito da caneta de adrenalina auto injetável pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

  4. PEC 14/2021

    Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer o Sistema de Proteção Social e Valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, a aposentadoria especial e exclusiva, e fixar a responsabilidade do gestor local do SUS pela regularidade do vínculo empregatício desses profissionais.

  5. PL 536/2024

    Regulamenta a profissão de Motorista Autônomo de Serviços de Mobilidade Urbana e dá outras providências.

  6. PL 4476/2023

    Estabelece a definição de moedas sociais, bem como regula a sua emissão e transação através da tecnologia de registro distribuído.