Enquete do MSC 371/2019

Resultado

Resultado final desde 23/08/2019

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 403 35%
Concordo na maior parte 2 0%
Estou indeciso 2 0%
Discordo na maior parte 6 1%
Discordo totalmente 744 64%

O que foi dito

Pontos mais populares

Israel , o país mais democrático e com melhor exército do Oriente Médio e um dos melhores em tecnologia mundial.

Geise Tézon Leal 18/04/2021
71

Ishell é um regime de APARTHEID, o ÚNICO DO SÉCULO XXI. Uma VERGONHA PARA A HUMANIDADE. CONGRESSISTAS VOTEM PELA PAZ E SOLIDARIEDADE ENTRE OS POVOS, VOTEM CONTRA O VERGONHOSO ACORDO. CEBRAPAZ-PR

Francisco Manoel De Assis França 15/04/2021
61

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 10 de 131 encontrados.

Baixar
  • Ponto positivo: Está aliança trará imenso benefícios para o Brasil. Israel é a nação mais democrática do Oriente médio.

    JANETE DE OLIVEIRA TROLLES 03/06/2021
    1
  • Ponto negativo: O povo judeu nunca foi um estado sempre teve varias etnias judaicas distintas pelo mundo, os ultraortodoxos Neturei karta pregam que judeus foram dispersos pelos seus pecados, eles são antisionistas lutam contra apartheid contra os palestinos, essa parceria da elite burguesa brasileira, militares, igrejas neopentecostais com estado fascista de Israel para testar armamentos contra os palestinos e roubar suas terras, e as perseguições cristãs contra judeus historia, e os cristãos palestinos???..

    Thomas Ravelly Batista dos Santos 02/06/2021
    1
  • Ponto negativo: Não estamos em condições no atual momento realizar acordos com um Estado que promove limpeza étnica e desrespeita totalmente as resoluções da ONU e ainda por cima, negar o direito reconhecido a um estado palestino.

    Jeanne Magalhães 02/06/2021
    2
  • Ponto negativo: Absurdo! Querer armar mais ainda um exército que faz ao nosso povo preto o mesmo que Israel faz com o povo Palestino, massacre, genocídio. Não, não vamos compactar com isso!

    Isabella Germano 02/06/2021
    2
  • Ponto negativo: Apoiar a política de Israel é apoiar o genocídio.

    Marcelo Geléia 02/06/2021
    0
  • Ponto negativo: Jamais poderia apoiar ligação com um estado colonialista (assumido), invasor e genocida (principalmente nos últimos 70 anos). Apoiar essa medida é compactuar com essas ações que vão contra direitos básicos e aceitar as atrocidades cometidas contra os palestinos.

    Ariany Esteves 01/06/2021
    0
  • Ponto negativo: Basta de genocídio do povo da palestina

    Giovanna Aguiar Pires 01/06/2021
    0
  • Ponto negativo: Associar-se a limpeza étnica que Israel vem promovendo é um crime e desrespeita acordos internacionais! Nunca nenhum governo Brasileiro apoiou qualquer sociedade com Israel, agora não pode ser diferente!

    Mirvat Feres Amin 01/06/2021
    0
  • Ponto negativo: Não podemos, é inaceitavel compactuar e sermos cúmplices de um estado que oprime, segrera e aniquila uma população. O exército norte americano ja treiou com o de Israel por conta dessas parcerias e financiamento, e vocês conseguem ver claramente que a brutalidade dos oficiais israelenses contra palestinos é semelhante à dos norte americanos contra os negros. Não me venham com o papo de que tem que devolver o que os "terroristas" iniciaram,pq o único estado e genocida que deu início foi ISAREL

    Amani El Zahab 01/06/2021
    0
  • Ponto negativo: Não podemos tomar lados na questão Israel/Palestina.

    Nicolas Oliver 31/05/2021
    0

Enquetes populares nesta semana

  1. PEC 14/2021

    Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer o Sistema de Proteção Social e Valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, a aposentadoria especial e exclusiva, e fixar a responsabilidade do gestor local do SUS pela regularidade do vínculo empregatício desses profissionais.

  2. PDL 6/2024

    Susta os efeitosdo inciso I do art. 38 do Decreto nº 11.615, de 21 de julho de 2023, que regulamenta a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003,para excluir exigência de distanciamento de entidades de tiro desportivo em relação a estabelecimentos de ensino no País.

  3. PL 2283/2021

    O Projeto de Lei 2283/21 estabelece procedimentos para avaliação de imóveis destinados a órgãos e entidades da administração pública federal no âmbito dos três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) e do Ministério Público, inclusive de empresas estatais ou sociedades de economia mista. Conforme o texto em análise na Câmara dos Deputados, as avaliações de bens imóveis serão resultado de análise técnica para identificar valores, custos ou indicadores de viabilidade econômica para determinados objetivos, finalidades e datas. O laudo deverá ser subscrito por engenheiro, arquiteto ou agrônomo. Os procedimentos para a realização do laudo de avaliação de imóveis serão: - análise da documentação disponível; - vistoria obrigatória, salvo exceções justificadas por escrito; - coleta e tratamento de dados; - diagnóstico de mercado; - escolha da metodologia; e - apresentação de resultado da avaliação. “Atualmente, não há nenhuma lei que regule os procedimentos para a avaliação desses imóveis”, afirmou o autor da proposta, deputado Fausto Pinato (PP-SP). “A vistoria é fundamental na apuração do correto valor, já que poderá constatar problemas estruturais e de acabamento ou mesmo irregularidades evidentes.” Tramitação O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

  4. PL 3949/2023

    Altera a Lei no 7.498, de 25 de junho de 1986, para estabelecer novas regras para a prescrição de medicamentos por enfermeiros autônomos em exercício em consultório ou clínica de enfermagem, bem como penalidades para o descumprimento da norma.

  5. PL 5405/2023

    Esta Lei altera o artigo 108 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), para dinamizar os contratos imobiliários.

  6. PEC 18/2022

    Acrescenta o § 9º-A ao art. 198 da Constituição Federal, para criar piso salarial diferenciado para os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate às endemias detentores de formação técnica, nos termos que especifica.