Enquete do PLP 461/2017

Resultado

Resultado final desde 05/04/2018

Opção Participações Percentual
Concordo totalmente 6 33%
Concordo na maior parte 2 11%
Estou indeciso 1 6%
Discordo na maior parte 4 22%
Discordo totalmente 5 28%

Resultado na metodologia anterior Sobre Resultado na metodologia anterior?

Resultado final desde 05/04/2018

Representação dos dados do gráfico em forma de tabela
Opção Participações Percentual
Concordo 3 50
Discordo 3 50

O que foi dito

Pontos mais populares

Descomplicando o tributo. O entendimento será único para todos os serviços: o ISS é devido onde o beneficiário do serviço está.

Eduardo Pavan de Moraes 03/12/2019
1

Cria mais um dificultador para o contribuinte, além de ir contra a proposta de Reforma Tributária que tramita nesta Casa (PEC 45/2019), na qual se pretende unificar o ISS a outros impostos.

Alexandre Gorski 30/09/2019
2

Todos os pontos levantados pelos usuários

Exibindo resultados 1 a 8 de 8 encontrados.

Baixar
  • Ponto negativo: Vai concentrar recursos nas grandes cidades. A operacionalização disso, será necessário recolher ISS para 5 mil municípios? Serão 5 mil declarações mensais?

    Vinicius Gentile 29/01/2020
    0
  • Ponto negativo: Deveria haver uma simplificação de tributos. Inclusive antes da reforma tributários. Deveriamos ter um imposto único. Assim todo e qualquer individuo entenderia o sistema tributário

    Nelson de Oliveira e Silva Filho 13/12/2019
    0
  • Ponto positivo: Ficou mais claro onde o ISS é devido, com isso acaba aquela duvida para onde irá o ISS

    Nelson de Oliveira e Silva Filho 13/12/2019
    1
  • Ponto negativo: Impraticável para as empresas cumprirem centenas de obrigações acessórias e recolhimentos. Para dar certo, teria que ser um modelo nacional de NFS com recolhimento unificado. O Estado que assuma o ônus dessa exigência.

    Eduardo Pavan de Moraes 03/12/2019
    0
  • Ponto positivo: Descomplicando o tributo. O entendimento será único para todos os serviços: o ISS é devido onde o beneficiário do serviço está.

    Eduardo Pavan de Moraes 03/12/2019
    1
  • Ponto negativo: Municípios ricos ficarão mais ricos pois além do imposto que já recolhem da prestação de serviços de empresas sediadas, irá em muito arrecadar de outras que emitem nota para aquelas sediadas naquele município (ex: rep. comerciais de industrias que lá estão, consultores, etc)

    Fernando 03/12/2019
    0
  • Ponto negativo: Exige o cumprimento das obrigações acessórias de um mesmo contribuinte em mais de 5000 municípios para uma mesma operação! Onera as empresas sujeitas a essas regras, tornando os serviços mais caro para a população! Muda conceitos básicos de uma forma tendenciosa!

    Antonio Carlos Nogueira Pedrosa 16/10/2019
    0
  • Ponto negativo: Cria mais um dificultador para o contribuinte, além de ir contra a proposta de Reforma Tributária que tramita nesta Casa (PEC 45/2019), na qual se pretende unificar o ISS a outros impostos.

    Alexandre Gorski 30/09/2019
    2

Enquetes populares nesta semana

  1. PL 2717/2019

    O Projeto de Lei 2717/19 define a saúde estética como área de atuação de biólogos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Conforme o texto, o profissional deve ter título de especialidade regulamentado pelo respectivo conselho de fiscalização. A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. Segundo o autor, deputado Fred Costa (Patriota-MG), há insegurança jurídica nesse segmento. “A ideia é permitir que esses profissionais exerçam seus conhecimentos em saúde estética, desde que dentro dos limites da área de atuação, da formação profissional e das diretrizes curriculares”, afirmou. Tramitação A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

  2. PLP 235/2019

    O Projeto de Lei Complementar (PLP) 235/19, já aprovado pelo Senado, cria o Sistema Nacional de Educação (SNE), com o objetivo de alinhar, harmonizar e articular políticas, programas e ações da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios na área educacional. A proposta está agora em análise na Câmara dos Deputados. Pelo texto, a ideia é universalizar o acesso à educação básica e garantir padrão de qualidade; erradicar o analfabetismo; assegurar as oportunidades educacionais; articular níveis, etapas e modalidades de ensino; cumprir planos de educação nos entes federativos; e valorizar os profissionais da educação, entre outras ações. Como princípios e diretrizes do SNE, são mencionadas a igualdade de condições para acesso e permanência na escola, na alocação de recursos e na definição de iniciativas; a articulação entre escola, trabalho e prática social; e ações inclusivas para alunos e populações de comunidades tradicionais, indígenas e quilombolas. Entre os objetivos, estão universalizar o acesso à educação básica, erradicar o analfabetismo e fortalecer os mecanismos redistributivos, todos com qualidade. Fazem parte desses dispositivos a assistência técnica, pedagógica e financeira; a infraestrutura física, tecnológica e de pessoal; e a participação democrática nos processos. Estados, Distrito Federal e municípios terão até dois anos para aprovar legislação específica para criação dos respectivos sistemas estaduais, distrital e municipais de educação. O Ministério da Educação deverá prestar assistência a todos. “O Sistema Nacional de Educação poderá representar um estímulo ao princípio da colaboração entre governos na adoção de políticas educacionais”, afirmou o autor da proposta, senador Flávio Arns (Podemos-PR), ao defender as mudanças. Tramitação O projeto tramitará em conjunto com iniciativa da Câmara (PLP 25/19) e será analisado pelas comissões de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.     Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei complementar

  3. PL 85/2024

    Dispõe sobre fornecimento gratuito da caneta de adrenalina auto injetável pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

  4. REQ 201/2023 CE

    Requer a realização de Audiência Pública no âmbito da Comissão de Educação para discutir o Projeto de Lei nº. 2304/2019.

  5. PEC 14/2021

    Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer o Sistema de Proteção Social e Valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, a aposentadoria especial e exclusiva, e fixar a responsabilidade do gestor local do SUS pela regularidade do vínculo empregatício desses profissionais.

  6. PL 4476/2023

    Estabelece a definição de moedas sociais, bem como regula a sua emissão e transação através da tecnologia de registro distribuído.