Saúde

Câmara se ilumina de verde pelo Dia Mundial de Conscientização sobre a Hipofosfatemia

23/06/2022 - 08:17  

A Câmara dos Deputados fica iluminada de verde nesta quinta-feira (23) pelo Dia Mundial de Conscientização sobre a Hipofosfatemia ligada ao Cromossomo X, também conhecida como raquitismo hipofosfatêmico ou XLH. A enfermidade é uma doença rara e progressiva causada pela deficiência de fosfato no sangue, quase sempre hereditária.

A doença provoca um desequilíbrio de fosfato no organismo que, entre suas muitas funções, desempenha um papel fundamental na formação e crescimento dos ossos na infância e ajuda a manter a resistência óssea em adultos.

O raquitismo hipofosfatêmico pode ser causado por mutações em vários genes. O mais comum, no entanto, é o ligado ao cromossomo X.

Sintomas e tratamento
Os sintomas surgem logo nos primeiros anos de vida, ficando mais evidentes após a criança começar a andar. Formas graves podem causar dor nos ossos e nas articulações, desenvolvimento de ossos frágeis, curvatura das pernas e outras deformidades ósseas e baixa estatura. Por ser uma doença progressiva, se não for tratada, os sintomas pioram com o tempo.

O diagnóstico, normalmente, é feito por meio de radiografias ósseas e testes genéticos. A doença também pode ser identificada pelo teste da bochechinha, realizado no priomeiro ano de vida do bebê. O tratamento pode ser clínico, medicamentoso e cirúrgico. No Brasil, ele já é oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).