Direitos Humanos

Câmara promove atividades como parte de campanha mundial pelo fim da violência contra a mulher

Iniciativa no Brasil incorpora cinco dias a mais para incluir o Dia Nacional da Consciência Negra

19/11/2020 - 16:26  

A Câmara dos Deputados, por meio da Secretaria da Mulher e da Primeira-Secretaria, participa da campanha “21 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher”, entre os dias 20 de novembro e 10 de dezembro, com uma série de eventos, que inclui debates e a entrega da premiação do Concurso sobre a Lei Maria da Penha. A programação completa será transmitida pela TV Câmaracanal da Câmara no YouTube e e-Democracia.

Realizada anualmente em cerca de 150 países, a campanha mundial "16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher" ganhou, no Brasil, onde ocorre desde 2003, cinco dias a mais, a fim de incorporar o "Dia Nacional da Consciência Negra”, celebrado em 20 de novembro, em alusão à dupla vulnerabilidade da mulher negra.

Com mobilização de diversos atores da sociedade civil e do poder público, a campanha tem como objetivo conscientizar a população a respeito dos diferentes tipos de agressão cometidos contra meninas e mulheres.

A iniciativa incorpora ainda outras datas importantes:

• 25 de novembro – Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres;
• 29 de novembro – Dia Internacional dos Defensores dos Direitos da Mulher;
• 1º de dezembro – Dia Mundial de Combate à AIDS;
• 03 de dezembro – Dia Internacional das Pessoas com Deficiência;
• 06 de dezembro – Dia de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres (campanha do Laço Branco);
• 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos e encerramento oficial da campanha.

Sobre a campanha mundial 

A campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” começou em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram uma campanha com objetivo de promover debate e denunciar várias formas de violência contra as mulheres no mundo.

Inicia-se no dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, uma homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas”, assassinadas em 1960 por seu ativismo em oposição ao governo do ditador Rafael Trujillo, que presidiu a República Dominicana de 1930 a 1961, quando foi deposto. Estende-se até o dia 10 de dezembro, data da proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Interessados em mais informações devem entrar em contato com a Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados por e-mail ou pelo telefone (61) 98179-2392.