Cultura

Exposição no Salão Negro retrata a contribuição italiana na formação cultural do Brasil

Mostra Oltreoceano - 150 anos de arte ítalo-brasileira inclui painéis de Candido Portinari expostos ao público pela primeira vez

02/07/2024 - 15:00  

Está aberta ao público até o dia 14 de julho, no Salão Negro do Congresso Nacional, a exposição "Oltreoceano - 150 anos de arte ítalo-brasileira". A mostra, que faz parte das comemorações do 150º aniversário da imigração italiana no Brasil, traz 37 obras, expostas em cavaletes de vidro projetados pela arquiteta Lina Bo Bardi para o Museu de Arte de São Paulo (MASP).

Dentre as peças estão quatro painéis de Candido Portinari (1903-1962), provenientes do acervo da Embaixada da Itália, organizadora do evento junto com a Frente Parlamentar Mista Brasil-Itália. Encomendadas na década de 1930 para decorar a então sede da embaixada no Rio de Janeiro, as obras são expostas ao público pela primeira vez.

Há ainda obras-primas de Alfredo Volpi, Eliseu Visconti, Giorgio Ceschiatti, Victor Brecheret e Anita Malfatti, provenientes de coleções privadas e públicas, como o Museu de Arte de Brasília (MAB), que destacam a participação dos italianos na construção da cultura brasileira. A mostra contém também peças de design, como uma cadeira do Estúdio Campana, dos irmãos Humberto Piva Campana e Fernando Piva Campana, reconhecidos internacionalmente por seus trabalhos de design contemporâneo.

Serviço:

Exposição "Oltreoceano - 150 anos de arte ítalo-brasileira"
Visitação: até 14 de julho
Horário: segunda a sexta-feira, das 9h às 13h e 14h a 18h / Sábados e domingos das 9h às 18h
Local: Salão Negro do Congresso Nacional
Entrada: gratuita