CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 391.3.55.O Hora: 17h4 Fase: OD
  Data: 13/12/2017

Sumário

Posicionamento contrário à proposta de reforma previdenciária.

O SR. CHICO ALENCAR (PSOL-RJ. Sem revisão do orador.) - Peço que restitua o meu tempo, porque 4 segundos são preciosos para os pobres.
O Governo fecha o ano com uma derrota. Dr. Marun, olhos e ouvidos de Cunha, no Governo, estreia perdendo por duas razões fundamentais. A primeira é que ainda há democracia, mesmo limitada, neste País, e uma proposta que mexe com o cotidiano do povo, e jamais foi apresentada no período cabível, que é o período eleitoral, não prospera.
A outra razão é que o Governo, que é uma confederação de investigados, réus, agora, como Cunha vai para o Governo, condenados, privatistas máximos, devotos sem votos do Estado mínimo, tem muita dificuldade de passar qualquer proposta aqui.
O Brasil precisa ser passado a limpo. Essa mudança na Previdência, que me recuso a chamar de reforma, para ter o mínimo de campo de debate, tinha que ser precedida por cálculo atuarial; pela revelação do motivo da falta de repasse da contribuição das empresas para a Previdência, inclusive a contribuição de trabalhadores, a razão de 10 e 30 bilhões de reais ao ano; pela informação de como anda a cobrança da dívida ativa da União em termos previdenciários com seus grandes devedores (empreiteiras, frigoríficos, bancos), que financiavam campanhas eleitorais. Este é o País campeão do refinanciamento de dívidas de grandes empresários.
Portanto, a embocadura dessas mudanças na Previdência foi totalmente equivocada, espúria ilegítima. Deu no que deu. Eles não vão ter base aqui para que Deputados e Senadores coloquem o seu dedo ali, em algo que afeta a vida da população.
E, não por acaso, seis pequenos agricultores, seis trabalhadores rurais que sabem que as mudanças propostas vão afetar ainda mais o seu sofrido dia a dia estão em jejum, alguns há 8 dias. Isso é bonito! Isso é sensível!
E hoje a Câmara viveu duas realidades. No Anexo IV, a polícia bateu para investigar Parlamentar acusado de fraude em licitação. Isso não pode ser naturalizado. Não é normal! De outro lado, gente que luta, gente que vence.



REFORMA PREVIDENCIÁRIA (2016), CONTRARIO.
oculta