CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 390.3.55.O Hora: 15h48 Fase: OD
  Data: 12/12/2017

Sumário

Orientação de bancada para votação da Emenda nº 1, exceto a redação dada ao inciso V do § 3º do art. 3º; da redação dada à alínea "a" do inciso V do § 3º do art. 3°; da redação dada ao inciso I do § 4º do art. 3°; e da inclusão do inciso V no § 4º do art. 3°; das emendas de nº 2, 4, 5, 6, 7 e 8, exceto a alteração proposta ao § 3º do art. 9º-a da lei nº 11.350, de 2006; e da Emenda de nº 9 do Senado Federal ao Projeto de Lei n.º 6.437, de 2016, sobre as atribuições das profissões do agente comunitário de saúde e do agente de combate às endemias, com parecer pela aprovação.

O SR. EFRAIM FILHO (DEM-PB. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, este é um tema que une o Brasil. O trabalho dos agentes comunitários de saúde representa aquela máxima de que o investimento na prevenção não é custo. Têm miopia os que pensam que valorizar o trabalho do agente comunitário de saúde é custo. Não é. Investir no trabalho desses homens e mulheres que percorrem as ruas, que percorrem as casas, que percorrem as cidades é dar um encaminhamento para a crise que existe na saúde.
O agente comunitário de saúde exerce muito mais do que sua atividade. Às vezes é psicólogo, cuida das famílias, cuida das pessoas, faz o trabalho de cada cidade.
Então, o Democratas encaminha "sim", a favor da luta dos agentes comunitários de saúde, Sr. Presidente. (Palmas nas galerias.)


ORIENTAÇÃO DE BANCADA, EMENDA, SENADO FEDERAL, PL 6437/2016, PROJETO DE LEI ORDINÁRIA, DEMOCRATAS (DEM), VOTO FAVORÁVEL.
oculta