CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 311.2.55.O Hora: 17h56 Fase: OD
  Data: 29/11/2016

Sumário

Pesar pelo falecimento do médico acriano chefe da equipe médica da Associação Chapecoense de Futebol, Márcio Bestene Koury, em acidente aéreo.

PRONUNCIAMENTO ENCAMINHADO À MESA PARA PUBLICAÇÃO


O SR. FLAVIANO MELO (Bloco/PMDB-AC. Pronunciamento encaminhado pelo orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, a sociedade acriana recebeu consternada a notícia da morte trágica do médico acriano Márcio Bestene Koury, de 45 anos. Especialista em Medicina Desportiva, Márcio era chefe da equipe médica do time de futebol da Chapecoense, cuja delegação (22 jogadores, 21 jornalistas e 3 convidados, além da tripulação) foi vítima de acidente aéreo na madrugada desta terça-feira, dia 29, em Medellín, na Colômbia.
O avião levava o time da Chapecoense para o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana e sofreu acidente nas proximidades do Aeroporto de Medellín. De acordo com Defesa Civil local, 79 pessoas estavam a bordo do voo da Chapecoense. Do total, 72 morreram na tragédia, dentre elas o médico acriano, segundo informações já confirmadas.
Além de bastante conhecido em Rio Branco, Márcio descendia de famílias tradicionais no Acre. Era filho de Hélio Koury (economista, já falecido) e da professora aposentada da Universidade Federal do Acre (UFAC) Nabiha Bestene. Sobrinho do ex-Deputado Estadual José Bestene, Márcio era primo de Alisson Bestene, que disputou a Prefeitura de Rio Branco como Vice-Prefeito na chapa encabeçada por Eliane Sinhasique (PMDB).
Casado com Gaziella, Márcio deixa duas filhas (Isabel e Ana Carolina). Tinha como irmãos Helio Koury Júnior e Karen (odontóloga, residente em Portugal), que está retornando ao Brasil para participar dos funerais do irmão. Formado em engenharia elétrica pela Universidade Federal do Pará (UFPA), Márcio Bestene Koury formou-se, em seguida, na primeira turma de Medicina da Universidade Federal do Acre. Morava há 5 anos em Chapecó, onde era médico da família (concursado pela Prefeitura de Chapecó) e chefe da equipe médica da Chapecoense.
Sr
. Presidente, nobres colegas, a notícia da queda do avião com a delegação da Chapecoense chocou não apenas as famílias dos integrantes da equipe, mas todo o mundo esportivo nacional. O Itamaraty informou que a Embaixada do Brasil em Bogotá está em contato com as autoridades colombianas. O Ministério das Relações Exteriores (MRE) vai esperar um posicionamento oficial sobre as vítimas e circunstâncias do acidente para se posicionar.
Neste momento de dor e recolhimento, Sr. Presidente, quero me juntar aos parentes, amigos e toda a sociedade acriana para expressar as minhas mais sinceras condolências à família enlutada de Márcio Bestene Koury pela perda irreparável ocorrida em circunstâncias tão trágicas. Que Deus, em sua infinita sabedoria, possa consolar a família Koury e Bestene num momento de tamanha comoção e tristeza.

Muito obrigado.


MÁRCIO BESTENE KOURY, MÉDICO, TIME ESPORTIVO, FUTEBOL, ASSOCIAÇÃO CHAPECOENSE DE FUTEBOL, CHAPECÓ (SC), ACIDENTE AÉREO, FALECIMENTO, PESAMES.
oculta