CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 310.3.55.O Hora: 19h48 Fase: OD
  Data: 18/10/2017

Sumário

Transcurso do Dia do Médico. Descabimento do teor de portaria ministerial relativa ao conceito de trabalho escravo. Existência de projeto de decreto legislativo destinado à sustação dos efeitos da portaria.

O SR. ROBERTO DE LUCENA (PV-SP. pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, hoje, no Dia do Médico, quero registrar as minhas homenagens a todos os médicos de São Paulo, a todos os médicos do Brasil.
Eu aproveito esta oportunidade para manifestar meu repúdio à portaria, publicada pelo Ministério do Trabalho, relativa a trabalho escravo.
Ontem entramos com um PDC, propondo a suspensão dos efeitos dessa portaria, a qual representa um retrocesso na política de enfrentamento e de combate ao trabalho escravo no Brasil.
Está escrito no Livro Sagrado, Sr. Presidente, que é "maldito aquele que chama o bem de mal e chama o mal de bem".
Precisamos nos unir. Isso é uma afronta à sociedade, que vive um momento de transição e busca um modelo mais justo, busca um modelo mais ético de Estado e de País.
Era o que tinha a dizer, Sr. Presidente.
Obrigado.


PORTARIA MINISTERIAL, MINISTÉRIO DO TRABALHO, ALTERAÇÃO, CONCEITUAÇÃO, TRABALHO ESCRAVO, CRÍTICA, PARTIDO VERDE (PV), APRESENTAÇÃO, PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO, SUSPENSÃO. DIA DO MÉDICO, HOMENAGEM, MÉDICO.
oculta