CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 204.3.55.O Hora: 15h18 Fase: PE
  Data: 08/08/2017

Sumário

Inconformismo com a decisão da Justiça do Distrito Federal de suspensão da propaganda partidária do DEM. Incompetência do Governo de Brasília.

O SR. ALBERTO FRAGA (DEM-DF. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, a Justiça do Distrito Federal suspendeu o programa político do Democratas. A alegação é que os dados não eram verdadeiros. Mas o Governador do Distrito Federal, todo santo dia, vai para a televisão e mente para o povo.
É lamentável que o Poder Judiciário interfira nas questões políticas. Quando dissemos - e reafirmo isso - que este Governador incompetente gastou 72 milhões em publicidade, é claro, Dra. Juíza Desembargadora, que não inventamos esses dados. Mas o advogado apresenta uma planilha feita pelo Governo, e V.Sa. defere o pedido do Executivo do Distrito Federal. É lamentável que essas coisas venham acontecendo. E o pior, Sr. Presidente, é que o fato só foi comunicado quanto faltava meia hora para o programa ir ao ar. Esse é um jogo de comadres.
Mas eu vou continuar fazendo a minha propaganda, mostrando o desgoverno. Os números relativos à segurança pública que ele apresenta todos os dias, não coincidem com os números informados pelo Sindicato dos Policiais, que todos os dias colhe os dados verdadeiros nas delegacias.
Por isso, fica aqui o meu repúdio à atitude da Justiça de interferência na Lei Eleitoral, que prevê as propagandas partidárias. Lamento profundamente que esse Governador incompetente continue governando com o apoio do Poder Judiciário do Distrito Federal.
Peço que meu pronunciamento conste nos Anais da Casa e seja divulgado no programa A Voz do Brasil.



JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS, SUSPENSÃO, PROGRAMA PARTIDÁRIO, DEMOCRATAS (DEM), CRÍTICA.
oculta