CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 200.3.55.O Hora: 13h22 Fase: BC
  Data: 03/08/2017

Sumário

Dissonância entre a rejeição do pedido de investigação do Presidente Michel Temer e os anseios da sociedade brasileira.

A SRA. ANA PERUGINI (PT-SP. Sem revisão da oradora.) - Sr. Presidente, eu gostaria de me manifestar sobre o que ocorreu ontem. Hoje o plenário está vazio. Tenho convicção de que muitos de nós não conseguimos dormir. O que vimos ontem foi o retrato do abismo social que vivemos no Brasil.
Aqueles que têm condição financeira e poder conseguem sair impunes das nossas leis. Essas leis escolhem os crimes aos quais somos ou não submetidos. O que aconteceu aqui, do ponto de vista da moral e da dignidade humana, é um crime.
Ontem vimos o retrato do abismo social, quando se criou aqui, num cenário macabro, uma forma de isentar e de não responsabilizar o Chefe Maior da nossa Nação, que ocupou esse espaço retirando a maior conquista do povo brasileiro, o direito ao voto direto para Presidente da República e que fosse honrado esse voto nas eleições passada.
A minha preocupação é que esta Casa e mesmo o Governo da nossa Nação estão absolutamente paralisados. A Bolsa de Valores está despencando - despencando, despencando, despencando. Ninguém esperava, no maior Parlamento da América Latina, o resultado de ontem. Infelizmente, longe de emitir qualquer juízo, já sabíamos do resultado.
Longe de emitir qualquer julgamento, até porque não nos cabe fazer isso. Caberia a nós a autorização para que o STF recebesse ou não a denúncia, quando não foi o que aconteceu. O povo mais pobre da nossa Nação sofre.
Ontem, no meu WhatsApp e nas redes sociais, chegava o clamor pedindo pelo povo mais sofredor, o povo que vive de salário e que está desempregado em nosso País. Nós sabemos que a terceirização está avançando, que a reforma trabalhista está avançando. Resta a nós a ação direta de inconstitucionalidade. A reforma da Previdência faz parte do pacote, e vai acontecer. É preciso olhar para o que está acontecendo.
Aproveito para clamar aqui pelo Estado de São Paulo: os institutos técnicos federais das cidades de Araras, Carapicuíba, Jales e Paraguaçu Paulista não foram construídos até agora, e estavam nos planos.
Peço novamente que seja incluída no programa A Voz do Brasil a nossa indignação em relação ao que aconteceu ontem nesta Casa, que foi totalmente diferente, no esvaziamento da Constituição Federal, do que aconteceu no domingo, televisionado pela grande emissora de TV que diz o que vai acontecer ou não no País, a Rede Globo, com a Presidenta Dilma.
Ao contrário, ontem, no final da noite, com muita tranquilidade, nós dissemos "não", não é necessário investigar o crime comum de corrupção passiva cometido pelo Presidente da República. Nós simplesmente dissemos "não" para que se fizesse justiça no nosso País.
Muito obrigada, Sr. Presidente.
O SR. PRESIDENTE (Luiz Couto) - Muito obrigado, Deputada Ana Perugini.



CRÍTICA, APROVAÇÃO, PARECER CONTRÁRIO, COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA (CCJC), SOLICITAÇÃO PARA INSTAURAÇÃO DE PROCESSO, AUTORIZAÇÃO, INVESTIGAÇÃO, SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF), DENÚNCIA, MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL (MPF), MICHEL TEMER, PRESIDENTE DA REPÚBLICA.
oculta