CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 188.3.55.O Hora: 19h56 Fase: BC
  Data: 10/07/2017

Sumário

Questionamento sobre parecer apresentado pelo Deputado Sergio Zveiter, do PMDB, na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, pelo prosseguimento de denúncia contra o Presidente Michel Temer. Confiança na decisão do colegiado a favor do Presidente da República.

O SR. ALBERTO FRAGA (DEM-DF. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, hoje, após a leitura do relatório na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, cheguei a algumas conclusões.
Em primeiro lugar, entendo que o relatório é uma segunda peça acusatória e que, é evidente, continua sem apontar nenhuma prova consistente. O Relator, do PMDB, foi elogiado aqui pelos petistas. Eu quero fazer a seguinte reflexão: se o Relator não optasse pelo prosseguimento da denúncia, os petistas fariam os mesmos comentários em plenário? É evidente que não.
Chamo o Plenário para mais uma reflexão: V.Exas. acham que, se o Presidente Lula ou a Presidente Dilma fossem acusados, e o Relator fosse um Deputado do Partido dos Trabalhadores, o relatório seria feito da mesma forma como foi feito pelo Relator do PMDB? É evidente que não.
Mas me parece que há algo por trás disso. O Deputado Sergio Zveiter - eu não o conheço muito bem, mas sei que é um Parlamentar atuante - tem ligações com a Rede Globo de Televisão. Todo mundo sabe disso. Querem a prova disso? Assistam ao Jornal Nacional agora e vejam que o espaço que vai ser concedido a ele será superior ao concedido ao garoto-propaganda Alessandro Molon.
Há coisas na política que não dá para compreender. Para o PT, só está bom quando atende os anseios dele. E há quem ainda se preste a esse tipo de papel.
Confesso, meu amigo Deputado Simão Sessim, que está nesta Casa há muitos mandatos - eu só tenho cinco mandatos -, que não consigo entender esse jogo da política. O Presidente da República, pelo que eu saiba, é do PMDB; o Presidente da CCJ é do PMDB, e escolhem um Relator que parece ser do PT. Se não for, tem vontade de ser, porque o relatório... (Manifestação no plenário: Mas nós não o aceitamos.) É isso aí. É bom que ele ouça: V.Exas. não o aceitam lá. É isso aí. É bom que ele escute isso, porque ele se prestou ao papel que V.Exas. desejavam.
Eu tenho certeza de que a CCJ vai rejeitar, de que a CCJ vai derrubar essa denúncia fantasiosa, mentirosa e cheia de ilações. O povo brasileiro acordou. Os oportunistas de plantão vão ter uma decepção. Se não tiverem lá, terão aqui.
Obrigado.



MICHEL TEMER, PRESIDENTE DA REPÚBLICA, CONTRA, DENÚNCIA, RODRIGO JANOT, PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, ATUAÇÃO, SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF), INVESTIGAÇÃO, FAVORÁVEL, SERGIO ZVEITER, DEPUTADO FEDERAL, PARECER DO RELATOR, QUESTIONAMENTO. MICHEL TEMER, PRESIDENTE DA REPÚBLICA, FAVORÁVEL, REGISTRO.
oculta