CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 182.4.55.O Hora: 23h52 Fase: OD
  Data: 10/07/2018

Sumário

Orientação de bancada para votação do Projeto de Lei de Conversão nº 14, de 2018, adotado pela Comissão Mista à Medida Provisória nº 826, de 2018, sobre a criação do cargo de Natureza Especial de Interventor Federal no Estado do Rio de Janeiro; de cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS e Funções Comissionadas do Poder Executivo - FCPE, destinados à composição do Gabinete de Intervenção Federal no Estado do Rio de Janeiro, e sobre o pagamento da gratificação de representação constante na Medida Provisória nº 2.215-10, de 31 de agosto de 2001.

O SR. DANILO FORTE (PSDB-CE. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, com todo respeito ao nosso companheiro Deputado Otavio Leite, o PSDB tem uma proposta clara de redução de despesa.
Sou a favor da intervenção, inclusive votei pela intervenção no Rio de Janeiro, mas para fazer intervenção não é preciso criar cargo. Quem é general no Amazonas será general em Porto Alegre e no Rio de Janeiro. Quem é soldado no Ceará será soldado em Pernambuco e na Bahia. Não é preciso criar cargo novo para fazer intervenção, é preciso remanejar segmentos das Forças Armadas e do corpo de Estado para fazer a intervenção.
Quando se iniciou o Conselho Nacional de Justiça, havia 60 cargos comissionados, e hoje há 1.300! Essa é a tradição brasileira: começa com alguns cargos comissionados, depois a máquina vai inchando e criando obstáculos para outros investimentos. Então, se queremos reduzir o tamanho do Estado para que ele seja eficiente, não precisamos criar cargo novo.
Em função do debate dentro da nossa bancada, o PSDB libera os Deputados.


ORIENTAÇÃO DE BANCADA, PLV 14/2018, PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO, MPV 826/2018, MEDIDA PROVISÓRIA, PARTIDO DA SOCIAL DEMOCRACIA BRASILEIRA (PSDB), BANCADA PARLAMENTAR, LIBERAÇÃO.
oculta