CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 180.2.55.O Hora: 18h28 Fase: OD
  Data: 13/07/2016

O SR. GIACOBO (PR-PR. Sem revisão do orador.) - Exmo. Sr. Presidente da Câmara dos Deputados, Deputado Waldir Maranhão, Exmos. Srs. Deputados e Deputadas, meus nobres pares, não poderia deixar de dedicar as minhas primeiras palavras nesta noite, com toda humildade, a um agradecimento sincero, imenso e eterno a todos pelo apoio que recebi desde o mês de maio, quando, no exercício das obrigações inerentes à honrosa e importante missão que me foi confiada pelos senhores e pelas senhoras, como 2º Vice-Presidente, dirigi grande parte das sessões, nas quais votamos importantíssimas matérias. Não fosse a vontade de cada um dos meus pares de servir ao nosso País, não teríamos avançado tanto.
Nesta noite de significativa e indiscutível importância para o País, quero saudar, com muito respeito, cada um dos candidatos à Presidência desta Casa.
A partir da decisão soberana deste Plenário nesta noite, é indispensável que as nossas ações representem o alívio para as incertezas que marcam o nosso presente, que possam garantir a estabilidade e a força deste Poder, sem o qual não há em uma democracia possibilidade de futuro.
Mais do que ter, temos que representar e afirmar, em todos os momentos, mas de forma contundente e especial nos próximos 7 meses, a clareza das prerrogativas do Poder Legislativo. Esse é o único caminho para o Brasil atravessar com sucesso o momento atual de nossa história.
Estou no quarto mandato de Deputado Federal. Com muita honra, represento o meu Paraná nesta Casa. Com muito trabalho dediquei, nesses últimos 14 anos, a minha vida para corresponder à confiança em mim depositada em todas as eleições.
São várias as passagens na política, e não só nela, mas em todas as atividades humanas, que são deploráveis e geram indignação. Falta de caráter, infelizmente, é uma falência que marca muitos seres humanos, mas existe uma recorrente prática de jogar todas essas falências na política e muitas das vezes no Poder Legislativo.
Todas as mazelas do País são deliberadas vezes jogadas com exclusividade, e por isso sem razão, nos ombros deste Poder.
Quem conhece esta Casa, seu Plenário, suas Comissões, seus corredores, assiste ao trabalho dedicado e competente de muitos com quem tive a satisfação de conviver, sabe que a maioria dos que aqui estão, independentemente de suas convicções ideológicas, é composta de homens e mulheres que trabalham com seriedade e patriotismo e que foram e são essenciais para o Brasil.
Além do essencial exercício do Poder Legislativo, quem visita cada canto de seus Estados, conhece cada cidade e faz chegar à menor delas uma obra ou uma parcela do Orçamento, levando desenvolvimento ao micro, onde só a visão do macro não alcançaria, são os Srs. Deputados e as Sras. Deputadas.
Vou sempre me somar aos que combatem o que está errado e que deve ser combatido, mas jamais deixarei de lado a afirmação da importância desta Casa e dos seus Deputados e Deputadas, louvando a maioria significativa que citei.
Quero lembrar o Deputado Álvaro Valle, inesquecível diplomata e fundador de nosso partido, eleito com expressiva votação pelo povo do Rio de Janeiro para o seu primeiro mandato.
Ao chegar a esta Casa, ele se surpreendeu quando constatou a ausência de espaço para abrigar os Parlamentares eleitos em gabinetes apropriados e, mais ainda, quando foi informado de que não havia sequer uma sala para abrigá-lo. Mas ele não se abateu. Requisitou uma máquina de escrever ao então Diretor-Geral e, do Salão Verde desta Casa, ditou para sua secretária o primeiro de uma série de discursos que, com sua atuação, marcariam a sua trajetória nos seus seis ininterruptos mandatos, reconhecidos hoje com a eternização do seu nome a batizar o Anexo I desta Casa.
Exemplos como esse sempre me inspiraram e hoje me motivam nesta jornada. Jamais me renderei ao discurso fácil, mas cretino, da desmoralização generalizada da política. Jamais me envergonho dela. Pelo contrário, pois o que causa vergonha não pode receber o nome de política. Com respeito à verdade, não, jamais.
Tenho orgulho de ser político e de fazer política. Tenho orgulho de ser membro do Poder Legislativo. Tenho orgulho de fazer parte da construção da história com cada um dos nobres pares nesta Casa.
Quando digo que estou Deputado Federal, é com altivez que o faço, consciente da nossa importância e da importância do nosso trabalho. Tenho uma satisfação imensa em dizer que a cada eleição o povo do meu Estado do Paraná, desde que me enviou para cá pela primeira vez, com 50 mil votos, reconduziu-me com uma votação crescente até a última eleição, na qual ultrapassei os 144 mil votos.
Não é diferente a minha alegria ao afirmar que, quando fui Presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural no mandato passado, pude, junto com os meus pares que ali estavam, obter importantes conquistas para o Brasil. E não é diferente meu sentimento de, ao início deste mandato, ter sido eleito em candidatura avulsa, com o apoio de mais de 320 Srs. Deputados e Sras. Deputadas, 2º Vice-Presidente desta Casa.
Orgulham-me, sim - e muito -, o apoio e a dedicação da totalidade da nossa bancada de 43 Deputados do Partido da República e de tantos amigos dos mais diversos partidos que hoje apoiam a minha eleição para Presidente desta Casa.
Esses sentimentos nem de longe arranham soberba ou presunção. Muito pelo contrário, são sentimentos que emanam, com muita humildade, da consciência da importância do papel de cada um de nós para a nossa Pátria. E há também a constatação de que todas as vezes em que me foi confiada uma importante missão - e não foram poucas neste ano - vi reconhecido o resultado dessa confiança em renovado apoio, em tantas amizades forjadas na luta e em novo chamamento.
Sei que a missão para a qual peço o voto e, mais uma vez, a confiança de cada um dos Srs. Deputados e das Sras. Deputadas é a mais importante da vida de cada um que teve a responsabilidade de presidir esta Casa. Afirmo que será a maior missão da minha vida e que será com esse espírito que a exercerei por cada dia destes 7 meses se em mim for depositada essa confiança.
É com esta história, aqui brevemente relatada, e com as renovadas passagens que inspiraram a confiança de cada um que comigo trabalhou, desde os meus eleitores do Paraná aos meus colegas Deputados, que afianço que estou preparado para exercer a Presidência da Câmara dos Deputados.
Peço a confiança e o voto de cada um dos Srs. Deputados e das Sras. Deputadas.
Que Deus nos abençoe e que abençoe sempre o nosso Brasil! Muito obrigado.
(Palmas.)


PRONUNCIAMENTO, DISCURSO POLÍTICO, CANDIDATO, PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, GIACOBO, DEPUTADO FEDERAL, PARTIDO DA REPÚBLICA (PR).
oculta