CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 174.3.55.O Hora: 17h18 Fase: GE
  Data: 29/06/2017

Sumário

Regozijo com a indicação da Procuradora Raquel Dodge para a Procuradoria-Geral da República. Confiança na manutenção da Operação Lava-Jato pela nova Procuradora-Geral da República. Importância do equilíbrio da Casa no exame do pedido de autorização, ao Supremo Tribunal Federal, de investigação de denúncia do Ministério Público contra o Presidente Michel Temer.

O SR. ROBERTO DE LUCENA (PV-SP. Como Líder. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, ilustre Deputado Gaguim, Sras. e Srs. Deputados, pela primeira vez uma mulher é escolhida, de uma lista tríplice, pelo Presidente da República, para chefiar o Ministério Público Federal - a Dra. Raquel Dodge. Essa escolha, Deputado Marco Maia, me entusiasma: é uma boa notícia em meio a tantas notícias ruins.
Para mim, Deputada Erika Kokay, há sempre um motivo de comemoração quando uma mulher passa a ocupar um espaço de maior relevância na sociedade, a exemplo da Ministra Cármen Lúcia, atual Presidente do Supremo Tribunal Federal - Presidência que também foi ocupada pela Ministra Ellen Grace -, e de outras tantas mulheres extraordinárias, nas mais diversas áreas do serviço público ou da iniciativa privada. Infelizmente sabemos que, ainda hoje, para a mulher se destacar precisa mover-se com muito mais esforço, enfrentando muito mais dificuldades que o homem.
Se confirmada a escolha, a Dra. Raquel Dodge terá nas mãos, entre tantas outras coisas, a reponsabilidade de manter viva a Operação Lava-Jato. A Lava-Jato não pertence ao Ministério Público, à Polícia Federal ou ao Poder Judiciário ou Legislativo: considerada a maior ofensiva no combate à corrupção de todos os tempos no País, a operação é patrimônio da sociedade brasileira.
Hoje, ao analisar sua biografia, sua trajetória, eu me enchi da convicção de que a Dra. Raquel Dodge não haverá de desonrar sua história e não abrirá mão de sua coerência.
Torço por ela, torço por isso, pelo bem do Brasil!
Seu papel será fundamental neste momento de difícil travessia nacional, momento em que chega a esta Casa denúncia apresentada pelo Procurador-Geral contra o Presidente da República. Cabe à Câmara dos Deputados analisar essa denúncia e decidir pela autorização ou não da investigação.
Vejam que momento delicado o que estamos atravessando!
Há pouco mais de 1 ano, foi impedida a Presidente da República e cassado o mandato do então Presidente da Câmara dos Deputados, além de presos por crimes de corrupção Parlamentares - entre os quais dois ex-Presidentes da Casa -, empresários, executivos.
A denúncia que chega a esta Casa precisa ser analisada com muito equilíbrio, com muito cuidado. O momento é da maior gravidade.
Na última terça-feira, representando o Partido Verde na condição de Vice-Líder da bancada na Câmara Federal, fui ao Palácio do Planalto ouvir as explicações do Presidente Temer a respeito dos últimos acontecimentos. Vou acompanhar de perto os esclarecimentos e os desdobramentos dessa denúncia.
Entendo que o Presidente Temer deve muitas explicações à sociedade, e é certo que ele tem procurado dá-las. Caso se apresentem provas que fundamentem essa denúncia com a devida materialidade, penso que ele também deverá se explicar com a Justiça. Ninguém - nem mesmo o Presidente da República - pode estar fora do alcance da lei, fora do alcance da Justiça.
Essa iniciativa, contudo, somente pode e deve prosperar se houver a devida fundamentação, o devido embasamento, a devida materialidade, não apenas e tão somente uma ilação - isso não nos levaria absolutamente a outro lugar que não o fundo do poço.
Quanto à indicação da futura nova Procuradora-Geral, cumprimento o Presidente Temer, a própria Dra. Raquel Dodge, o Ministério Público - trata-se de uma das suas melhores técnicas de um de seus melhores quadros - e todas as mulheres do Brasil.
A Dra. Raquel, Deputado Marco Maia, é ligada a uma ala muito conservadora do Ministério Público, o que nos dá a esperança de que realmente a Lava-Jato continuará firme, cumprindo seu papel com a sociedade.
Sr. Presidente, era o que eu tinha dizia a dizer.
Que Deus abençoe o Brasil!
Muito obrigado.



RAQUEL DODGE, SUBPROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, ESCOLHA, LISTA TRÍPLICE, PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL (MPF), ELOGIO. OPERAÇÃO LAVA JATO, MANUTENÇÃO, EXPECTATIVA. DENÚNCIA, CONTRA, MICHEL TEMER, PRESIDENTE DA REPÚBLICA, CÂMARA DOS DEPUTADOS, ANÁLISE, NECESSIDADE.
oculta