CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 157.1.55.O Hora: 17h22 Fase: OD
  Data: 16/06/2015

Sumário

Homenagem ao Pequeno Cotolengo Paranaense pelos relevantes serviços prestados à comunidade carente do Estado do Paraná ao ensejo do transcurso dos 50 anos de criação da entidade.

PRONUNCIAMENTO ENCAMINHADO À MESA PARA PUBLICAÇÃO

O SR. GIACOBO (PR-PR. Pronunciamento encaminhado pelo orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, atualmente, em Curitiba, floresce uma das mais belas obras da caridade cristã: o Pequeno Cotolengo - entidade fundada na Itália por São Luís Orione e assim denominada em homenagem a São Benedito Cotolengo, sacerdote que criou La Piccola Casa, abrigo de pessoas humildes, portadoras de deficiências físicas.
"Pai dos pobres, benfeitor da humanidade sofredora e abandonada", nas palavras do Papa Pio XII, D. Luigi Orione inspirou a criação do segundo Pequeno Cotolengo do País, em 25 de março de 1965, que presta, com muito sacrifício, ao longo de 50 anos, os mais relevantes serviços à comunidade carente do Estado.
D. Orione nasceu em Pontecurone, lugarejo de Piemonte, na Itália, em 23 de junho de 1872. De berço humilde e profundamente religioso, teve de sua família formação voltada para o amor a Deus e ao próximo, em particular aos desafortunados, a quem dedicou com profunda devoção toda a vida.
Ordenou-se em 13 de abril de 1885, em Tortona, quando decidiu não ser um sacerdote apenas para os que frequentavam a Igreja, mas, principalmente, para os que se achavam afastados dela e para os mais pobres.
Obras: escolas, colônias agrícolas, oficinas para aprendizes, escolas profissionalizantes, casas de caridade, os Pequenos Cotolengos, bem como as congregações religiosas Pequena Obra da Divina Providência, Eremitas da Divina Providência, Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade e Irmãs Sacramentinas não videntes, foram objeto de seu coração piedoso.
"D. Orione viveu para amar e servir. Não conheceu outro motivo para viver. Tinha como ideal fazer o bem sempre, fazer o bem a todos. O mal nunca e a ninguém."
O Pequeno Cotolengo é uma obra de caráter mundial, que se estende por mais de 40 países. No Brasil, existem no momento cinco unidades (Pequeno Cotolengo Paranaense, em Curitiba, Paraná, sob a diligente direção de Padre Renaldo Mauri Lopes; Pequeno Cotolengo Paulista, em Cotia, São Paulo; Pequeno Cotolengo Cearense, em Caucaia, Ceará; Pequeno Cotolengo Sul-Mato-Grossense, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul; Pequeno Cotolengo Catarinense, em São José, Santa Catarina).
Importante também ressaltar que cerca de 200 internos são assistidos permanentemente pela instituição, que conta com um voluntariado de mais de 300 pessoas, às quais se somam 700 profissionais que fornecem o imprescindível apoio logístico.
"Eu me comprometi anos atrás e assim sigo até hoje. E vou até quando Deus permitir", palavras de Benedicto Mendes Oliveira, voluntário de 84 anos do Pequeno Cotolengo, sempre secundado por seus cinco filhos e cinco netos. Seu Benedicto integra um grupo que, diariamente, confecciona fraldas geriátricas, indispensáveis ao bem-estar dos assistidos.
Por fim, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o Paraná se envaidece com o trabalho realizado pelo Pequeno Cotolengo, que, a par da inestimável ajuda de D
. Manuel d'Elboux, Arcebispo de Curitiba na ocasião, acolheu, solidária e piedosamente, as primeiras 18 moradoras com deficiências múltiplas. É a história.
Muito obrigado.



PEQUENO COTOLENGO, ENTIDADE BENEFICENTE, ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO, CURITIBA (PR), HOMENAGEM.
oculta