CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 155.2.53.O Hora: 14h42 Fase: PE
  Data: 26/06/2008

Sumário

Importância do setor pesqueiro e da carcinicultura para a economia do Município de Laguna, Estado de Santa Catarina. Transcurso do 169º aniversário da proclamação da República Juliana em Laguna. Papel histórico da revolucionária Anita Garibaldi. Realização do evento A República em Laguna na municipalidade. Recuperação estrutural do Porto de Laguna.

O SR. EDINHO BEZ (Bloco/PMDB-SC. Como Líder. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, colegas Parlamentares, falo nesta oportunidade relativamente à comemoração da Proclamação da República no Município de Laguna, em Santa Catarina.
O Município de Laguna situa-se no sul do Estado de Santa Catarina e faz limites ao norte com o Município de Imbituba e Imaruí, ao sul com o Município de Jaguaruna, a oeste com os Municípios de Capivari de Baixo, Gravatal e Tubarão, e a leste com o Oceano Atlântico.
A economia do Município baseia-se principalmente na pesca - V.Exa. acabou de fazer um pronunciamento sobre os pescadores, sobre a nossa pesca, e o Município de que falo nesta oportunidade, Laguna, tem sua economia baseada principalmente na pesca. Pois no complexo lagunar, que envolve os Municípios de Imbituba, Imaruí e Laguna, temos mais de 10 mil pescadores profissionais, e temos de trocar idéias, sobretudo para nos ajudar, porque é um segmento muito importante - voltaremos a falar com V.Exa. -, com alta produção de camarão e siri em suas lagoas e de pescados na costa do Atlântico Sul.
A pecuária e a agricultura são desenvolvidas principalmente no interior.
Vale também lembrar que, em Laguna, temos aumentado bastante a produção de camarão em cativeiro, por meio de técnicas modernas que vêm propiciando a criação desse crustáceo.
A cidade participou de momentos marcantes da história brasileira, como a Revolução Farroupilha, iniciada em 1835, a partir da revolta dos estancieiros gaúchos contra o governo imperial. Depois de proclamada a República Rio-Grandense, o movimento se estendeu para Santa Catarina. Com o objetivo de conquistar um porto, os republicanos tomaram Laguna, liderados por Davi Canabarro e Giuseppe Garibaldi.
Faz parte da História do Brasil, não somente de Laguna, que acabou sendo alvo em razão do porto que temos até hoje. E, com o crescimento do porto de Ibituba, transformamos o Porto de Laguna em porto pesqueiro, onde temos grandes empresários que pescam na costa de São Paulo, Paraná e que se utilizam do Porto de Laguna para receber o pescado, usar os frigoríficos e, depois, para vender para São Paulo, inclusive para o Japão.
Em julho de 1839 é proclamada a República Juliana, independente do Império brasileiro, tendo Laguna como capital. Apesar da curta duração, apenas 4 meses, a República Juliana marcou a cidade não só pelo contexto político, mas por colocar uma lagunense em lugar de destaque na história. A seguir, explicarei a história da nossa querida Anita Garibaldi.
A tomada de Laguna foi feita pela ação conjugada das forças farroupilhas: as de mar, sob o comando de Giuseppe Garibaldi, e as de terra, tendo à frente Davi Canabarro.
Assim, a 22 de julho de 1839, estava Laguna em poder dos farroupilhas. Deram-lhe o nome de "Cidade Juliana de Laguna" e instalaram o Governo Provisório da "República Catarinense", sob a presidência de Davi Canabarro. Propôs o mesmo que se organizasse, de forma democrática, a nova República, e, para tal, ordenou que a Câmara Municipal procedesse à eleição provisória do Presidente da "República Catarinense".
A jovem Ana Maria de Jesus Ribeiro conhece Giuseppe Garibaldi durante a invasão e decide ficar a seu lado. Nasce Anita Garibaldi, que, lutando com o marido, deu provas de coragem ao participar de batalhas em Imbituba e Curitibanos, onde chegou a ser capturada.
Em 1847, Anita parte para a Itália, seguida de Giuseppe Garibaldi, onde também lutam pelo movimento de unificação daquele país. A defesa dos ideais de justiça e liberdade em movimentos no Brasil e na Europa lhe renderam o título de "Heroína dos dois Mundos".
Diante desses importantes fatos históricos para Santa Catarina, para o Brasil e para a Itália - e, por que não dizer, para a Europa e também no contexto internacional -gostaria de divulgar o evento A República em Laguna, que este ano acontecerá nos dias 17, 18, 19 e 20 e 24, 25, 26 e 27 de julho, a partir das 20h30min. Convido a todos a participar desse evento, que remontará a história da República em Santa Catarina.
Esse evento, Sr. Presidente, colegas Parlamentares, é considerado um dos maiores, ou o maior teatro; ou seja, um espetáculo ao ar livre que revive o movimento Farroupilha ocorrido em Laguna e a história de Laguna, que chegou a ser capital.
Esse evento cultural é muito bonito e emocionante, pois faz parte da nossa história. Por isso, aproveito para convidar V.Exa., Sr. Presidente, e os nobres colegas Parlamentares para, se puderem, participarem desse evento em Laguna, que contará inclusive com uma atriz e um ator do elenco da Rede Globo, além de outros de outros veículos de comunicação. Enfim, esse evento de alto nível é considerado um dos melhores do mundo e, portanto, vale a pena dele participar.
Na qualidade de representante de Laguna no Congresso Nacional, cumprimento os organizadores, o Prefeito de Laguna, Sr. Célio Antônio - que não tem medido esforços para que se dê continuidade a esse grande evento -, a Fundação Lagunense e ao Grupo Teatral Terra. Aproveito ainda a oportunidade para cumprimentar o povo de Laguna, onde há uma mistura de raças e religiões, e a todas as lideranças.
Quero aproveitar também para dizer, já que estamos falando do Município de Laguna, que estamos recuperando moles do Porto de Laguna. A obra esteve paralisada por algum tempo - o que ninguém me convenceu, porque não se justifica fazer isso com importante obra -, mas foi retomada e está próxima de ser inaugurada. A recuperação do moles permitirá a entrada da água do mar que irá ao encontro da água doce dos rios que desembocam naquele porto, para propiciar inclusive o aumento da criação de camarão.
Recebemos o Ministro dos Portos, Pedro Brito - e, por que não, também, de rios navegáveis -, que nos deu todas as explicações sobre o calado do porto e previu sua possível inauguração em razão do andamento dessas obras. Por isso quero agradecer ao Ministro o empenho.
Este Deputado, na qualidade de Coordenador de Portos e Vias Navegáveis, da Frente Parlamentar em Defesa da Infra-estrutura Nacional, e que tem feito amplo trabalho, fica feliz.
Sr. Presidente, muito obrigado pela oportunidade.



PROCLAMAÇÃO, REPÚBLICA, MUNICÍPIO, LAGUNA, SC, VULTO HISTÓRICO, ANITA GARIBALDI, LÍDER, REVOLUCIONÁRIO, ANIVERSÁRIO. PORTO DE LAGUNA, SC, OBRA PÚBLICA, RECUPERAÇÃO.
oculta