CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 004.4.55.N Hora: 0h0 Fase: BC
  Data: 03/04/2018

O SR. EFRAIM FILHO (DEM - PB. Para uma breve comunicação. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, primeiro quero dizer que essa posição firme e decidida é essencial para que este Plenário possa dar um passo adiante, especialmente na votação de vetos, porque são muito importantes para as categorias que trabalham e que produzem no Brasil.
O veto que proíbe o Refis para a micro e a pequena empresa é uma grande injustiça para aqueles que atravessaram anos da pior crise que este País já viu.
O veto que impede a evolução da categoria dos agentes comunitários de saúde, agentes que combatem a endemia, é um equívoco. Não podemos ver investimentos na prevenção como sendo custo. Investir num agente comunitário de saúde é encontrar o caminho para acabar com o caos na saúde pública brasileira.
E, por fim, os agricultores e o agronegócio, que fazem parte do motor que joga a economia do Brasil para frente, Presidente.



CRÍTICA, VETO PRESIDENCIAL, AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE, AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS, FUNDO DE ASSISTÊNCIA AO TRABALHADOR RURAL (FUNRURAL), AGRICULTURA FAMILIAR, MICROEMPRESÁRIO.
oculta