CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 329.3.52.O Hora: 15h28 Fase: PE
  Data: 14/12/2005

Sumário

Transcurso do 53º aniversário de fundação do Município de Cascavel, Estado do Paraná. Reportagem do jornal Gazeta do Paraná a respeito do assunto. Comemoração do 50º aniversário de emancipação político-administrativa do Município de Arapoti.




O
SR. ANDRÉ ZACHAROW (PMDB-PR. Pronuncia o seguinte discurso.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, a construção de nosso País foi conquistada pelo heróico e árduo trabalho de pioneiros que desbravaram as terras do interior e fincaram as bases para a criação de novas cidades. Cidades que com seu povo honesto, generoso e trabalhador garantem hoje uma melhor qualidade de vida para todos os brasileiros.
Para nós, paranaenses, Sr. Presidente, a data de hoje tem significativa importância porque marca os 53 anos do Município paranaense de Cascavel.
Para destacar esta data importante para Cascavel, quero deixar registrado nos Anais desta Casa, reportagem veiculada hoje no jornal Gazeta do Paraná sobre a trajetória histórica do Município.
Aproveito a oportunidade também para transmitir à Direção do jornal Gazeta do Paraná, meus cumprimentos pela excelente condução editorial desse jornal, que se destaca como um dos mais importantes veículos de comunicação do Paraná. Meus parabéns ao Diretor-Geral José Marcos Formighieri e a sua equipe — Diretor Administrativo: Luiz Guilherme Formighieri; Editor Chefe: Marcelo de Oliveira Nicolau; e Secretário de Redação: Edson Pieniak de Quadros.
É o seguinte o teor da reportagem sobre o aniversário de Fundação de Cascavel, veiculada pela Gazeta do Paraná:
53 anos de progresso.
Em apenas cinco décadas, Cascavel se consolida como um dos Municípios mais pujantes do Brasil
Quando as primeiras levas de migrantes começaram a se estabelecer na localidade de Encruzilhada, entre os anos de 1920 a 1930, vários eram os objetivos, começando pela necessidade de garantir a posse da região, que também era reivindicada pela Argentina, até chegar à necessidade de expandir as fronteiras produtivas, na época constituídas basicamente pela exploração da erva-mate nativa.
Toda a extensa área onde hoje estão os Municípios de Cascavel, Toledo e tantos outros do oeste paranaense eram território pertencente a Foz do Iguaçu. José Silvério de Oliveira, o "Nhô Jeca", que hoje empresta seu nome ao Paço Municipal, já criava porcos e plantava para o próprio sustento, mas com a chegada de novos pioneiros, abriu o primeiro armazém de secos e molhados.
Em 14 de novembro de 1951, a Lei Estadual 790/51 criava, dentre outros, os Municípios de Toledo e de Cascavel. Com a eleição, em novembro de 1952, do primeiro Prefeito, JoséNeves Formighieri, estava dada a largada para uma nova etapa de progresso e desenvolvimento, que viriam consolidar a Capital do Oeste como uma das cidades mais pujantes do Brasil. Como a instalação do Município deu-se em 14 de dezembro, esta é, oficialmente, a data oficial do aniversário do Município de Cascavel.
Pouco mais de cinco décadas depois, Cascavel é destaque no cenário do agronegócio nacional e se apresenta como pólo regional nos setores de prestação de serviços, comércio, indústria e ensino superior, dentre outros. Dados da AVIPAR (Associação dos Avicultores do Paraná) indicam que o abate anual de frangos é superior a 80 milhões. Já o DERAL (Departamento de Economia Rural), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (SEAB), registra que a safra de grãos (milho e soja, principalmente) gira em torno de 350 mil toneladas/ano. Além disso, os pecuaristas de Cascavel produzem mais de 35 milhões de litros de leite por ano.  
Todos estes números demonstram de forma cristalina que Cascavel já nasceu vocacionada para o progresso. Graças ao exemplo de ousadia e coragem de nossos pioneiros, aliado à somatória de esforços das gerações subseqüentes, podemos comemorar a data de hoje de forma plena. Temos a consciência da importância do trabalho dos pioneiros e a certeza de que estamos fazendo a nossa parte no sentido de garantir melhor qualidade de vida para a atual e para as próximas gerações, afirma o Prefeito Lísias de Araújo Tomé.
Hoje, data do 53º aniversário de emancipação política, a administração municipal encerra um extenso programa de entrega de obras e eventos festivos. Às 12 horas, na sede da Asservel (Associação dos Servidores Públicos) acontece um almoço em homenagem aos pioneiros. A partir das 20 horas, acontece o fechamento da programação, com a entrega das obras de revitalização da Praça Getúlio Vargas (o Marco Zero da colonização de Cascavel) e, logo a seguir, o corte do bolo dos 53 anos, no mesmo local da praça (esquina da avenida Brasil com Rua Pio XII).
Primeira administração marcada por luta
A primeira eleição de Cascavel foi marcada por uma competição acirrada entre Tarquínio Joslin dos Santos e José Neves Formighieri. Ocorrida no dia 19 de novembro de 1952, a diferença de apenas um voto possibilitou ao candidato pelo PTB, José Neves, ganhar a disputa. Enquanto o vencedor somou 382 votos, Tarquínio obteve 381. No caso de empate, o candidato mais velho, Tarquínio na ocasião, se elegeria.
Assumindo a prefeitura no dia 14 de dezembro de 1952, José Neves permaneceu até 1956 no cargo. Quando assumiu, encontrou todas as dificuldades como qualquer início, até mesmo pela falta de recursos públicos que a cidade tinha. Um fato muito lembrado é o da compra da primeira máquina da prefeitura — um trator que serviria para abrir estradas —, com a qual abriu grande parte da rodovia 467, que hoje leva o seu nome. Demonstrando a preocupação de homem público com o desenvolvimento de Cascavel, o Prefeito adquiriu a máquina com recursos próprios.
Como administrador municipal José Neves Formighieri estruturou o perímetro urbano, abriu estradas, doou terrenos para igrejas e colégios, inclusive o local onde hoje está edificada a Catedral. Instalou e botou para funcionar o primeiro conjunto gerador de energia elétrica em Cascavel, dotando, com isto, a cidade de energia. Após a administração do Município, foi eleito ainda Vereador.
Durante muitos anos José Neves Formighieri foi agropecuarista no Oeste do Paraná. Casou-se com Juraci de Almeida Formighieri e teve cinco filhos, entre eles o empresário José Marcos de Almeida Formighieri, Juraci Maria, João, Regina e Sandra.
Nascido em 5 de agosto de 1915 e natural de Passo Fundo (RS), o ex-Prefeito cascavelense faleceu aos 86 anos (2002), quando seu estado de saúde estava prejudicado devido à idade avançada. Faleceu em Curitiba.
Para o Governador do Estado, Roberto Requião, além de primeiro Prefeito, José Neves Formighieri foi também um pioneiro e um desbravador do Oeste do Paraná e por isso merece o reconhecimento pelo trabalho prestado à região.

Passo a abordar outro assunto.
Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, está no interior de nosso País o nosso maior patrimônio: a disposição do nosso povo e sua capacidade para o trabalho. São as cidades de pequeno e médio porte que geram as riquezas para o nosso crescimento, criando a cadeia de produtividade que beneficia nossa população.
É por isso, Sr. Presidente, que faço um registro especial para uma cidade paranaense que é exemplo de harmonia social e de generosidade de seu povo empreendedor.
A cidade de Arapoti completa neste próximo dia 18 de dezembro, 50 anos de existência. Antiga Fazenda Capão Bonito e importante terminal ferroviário do início do século, chamado Cachoeirinha, iniciou suas atividades com o ciclo da Madeira, e, hoje, faz parte da maior bacia leiteira do nosso País.
O Município de Arapoti possui a décima melhor renda do Estado do Paraná, e suas principais atividades são: a agricultura do milho, soja, feijão e trigo. O comércio tem sido fortalecido devido à renda da população ser uma das maiores do Estado, e ainda, a tecnologia utilizada na agricultura pelos imigrantes holandeses contribui para que a alta produtividade alcance índices nacionais de eficácia.
No desenvolvimento industrial, Arapoti trabalha para atrair empresas que contribuam com a responsabilidade social e tragam investimentos para a região, É com satisfação que destaco estar em andamento a construção de 2 indústrias e negociação de mais uma, sendo a primeira com início de atividades marcado para janeiro. Dentre as indústrias, temos o grupo Balas Beré, que contribuirá com 100 empregos diretos, e a Fábrica de Confecções de Jeans Arapoti, que fabricará em torno de 1.500 unidades por dia, empregando mais de 50 pessoas.
No agronegócio Arapoti é pujante, graças ao produtivo trabalho de fazendeiros e cooperados da região, pois a Cooperativa Agroindustrial de Arapoti movimenta e contribui para que a região alcance a melhor negociação e apoio aos parceiros de negócios. Todos os anos, realiza-se uma feira de porte internacional, chamada EXPOLEITE, atraindo investidores e cooperados de várias partes do País, inclusive da Holanda.
O complexo turístico da região é forte no que se considera turismo cultural, turismo de aventura, turismo rural e a culinária da região. A cidade oferece desde atrativos naturais até patrimoniais, além deinfra-estrutura para eventos e recepção de visitantes de toda parte do mundo.
O Roteiro dos Imigrantes, desde 2002, é o atrativo mais procurado devido ao seu aspecto cultural.
O turismo de aventura envolve: cachoeiras, trekking, rapel, acampamento em mata nativa, escaladas e rafting. O Turismo Rural é atuante no sentido de visitar os produtores rurais cooperados que usam alta tecnologia nas fazendas.
A culinária regional desperta a atenção dos turistas, influenciada principalmente pelas colonizações holandesa, polonesa e espanhola.
O turismo arapotiense cresce em importância, dispondo de 500 leitos para recepcionar eventos de porte. Possui também um parque de exposições no qual é promovida a EXPOLEITE, uma das maiores exposições de gado leiteiro da região.
Os principais eventos que fazem o Município se movimentar são: EXPOLEITE, CAPAL, Dia de São João Batista, padroeiro do município, festa de aniversário do Município e outros de menor porte organizado pelo Município.
Destaco, nesta oportunidade, o eficiente trabalho desenvolvido pelo seu Prefeito, Luiz Fernando de Masi, que está dando prioridade para os setores de saúde e educação. No campo da educação, uma das maiores inovações foi o investimento em material apostilado para todas as escolas públicas, beneficiando alunos do maternal à 4ª série. A administração municipal adquiriu automóveis para auxiliar o transporte escolar da zonarural, promoveu a reforma da escola pública, e ainda, resgatou a cultura e civismo do povo arapotiense, através do grande desfile de 7 de Setembro, semana da cultura e da criança.
Finalmente, considera-se Arapoti, com seus 50 anos de emancipação político-administrativa, uma cidade boa de viver, pois os investimentos em saúde, educação, faculdades particulares, fábricas, serviços e agronegócios, têm movido a região e atraído diversos novos investimentos, fazendo Arapoti caminhar rumo ao título de Cidade que mais cresce no interior do Paraná.
Parabéns povo arapotiense pelas suas conquistas.
Parabéns Arapoti pelos seus 50 anos.
Obrigado.


ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO, MUNICÍPIO, CASCAVEL,PR, BENS CULTURAIS, ACERVO HISTÓRICO, MATÉRIA, JORNAL, GAZETA DO PARANÁ. ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO, MUNICÍPIO, ARAPOTI, PR, ATIVIDADE AGRO INDUSTRIAL.
oculta