CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 197.2.54.O Hora: 18h4 Fase: GE
  Data: 10/07/2012

Sumário

Aplausos aos jornalistas Marco Aurélio D'Eça e Caio Hostílio pela divulgação de matérias a respeito do assassinato do jornalista Décio Sá e do crime organizado, no Estado do Maranhão.




O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Concedo a palavra ao ilustre Deputado Domingos Dutra, do PT do Maranhão. S.Exa. dispõe de 3 minutos na tribuna.
O SR. DOMINGOS DUTRA (PT-MA. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, quero elogiar e parabenizar os jornalistas e blogueiros Marco Aurélio DEça e Caio Hostílio, do Estado do Maranhão, que têm, reiteradamente, nos seus espaços, divulgado matéria sobre a execução do jornalista Décio Sá, do Sistema Mirante de Comunicação, executado no dia 23 de abril.
Os pistoleiros, alguns mandantes dessa execução e intermediários estão presos. Com a prisão desses envolvidos, descobriu-se o crime organizado agindo a todo vapor nas estruturas públicas do Estado do Maranhão, em consórcio com empresários e outros agentes privados.
Esses dois jornalistas são ligados ao poder estadual, mas têm tido a coragem de revelar esquemas extremamente graves. Nesta manhã, o jornalista Marco DEça, repetindo matéria do blogueiro e jornalista Caio Hostílio, relata e divulga o organograma do crime organizado no Maranhão, em que há um braço policial, um braço no Poder Executivo, um braço no Poder Legislativo, um braço no Poder Judiciário, agiota de primeira linha, agiota de segunda linha, agiota de terceira linha, estafeta, faz de tudo, cobrador, matadores, empresas fantasmas, prefeituras e muita verba federal. Este organograma é muito grave.
Lembro o episódio, em 2007, do assassinato do Delegado Stênio, quando, a partir daí, também se descobriu a atuação do crime organizado em vários poderes. Agora nós retomamos essa triste realidade do crime organizado atuando ali.
O jornalista Marco DEça, de forma clara, reforçando o que eu disse aqui e um requerimento que fiz à Polícia Federal, diz que só uma intervenção dura do Poder Federal, através do Ministério da Justiça, da Polícia Federal, da Controladoria da União — acrescento o Ministério Público Federal —, poderá desarticular o crime organizado que atua nas licitações, na merenda escolar, nos remédios, nos equipamentos, no Fundo de Participação.
Parabenizo os jornalistas Marco Aurélio DEça e Caio Hostílio. Espero que esse pedido seja aceito pelo Ministro da Justiça.
Era o registro que queria fazer.


MARCO AURÉLIO D'EÇA, CAIO HOSTÍLIO, JORNALISTA, MA, DIVULGAÇÃO, REDE SOCIAL, INTERNET, BLOGUE, HOMICÍDIO, DÉCIO SÁ, JORNALISTA, SISTEMA MIRANTE DE COMUNICAÇÃO, ELOGIO, PRISÃO, MANDANTE, RESPONSÁVEL, EXECUÇÃO, COMPROMETIMENTO, AGENTE PÚBLICO, IMPORTÂNCIA, INTERVENÇÃO, MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, POLÍCIA FEDERAL, CONTROLADORIA DA UNIÃO, MINISTÉRIO PUBLICO FEDERAL, COMBATE, CRIME ORGANIZADO.
oculta