CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sem redação final
Sessão: 098.1.55.O Hora: 16h58 Fase: OD
  Data: 07/05/2015


O SR. LUIZ CARLOS HAULY
(PSDB-PR - Pronunciamento encaminhado pelo orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, na data de hoje participei de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal, acompanhando a oitiva das venezuelanas Sras. Lílian López e Mitzy Capriles, mulheres de dois políticos presos pelo governo venezuelano, as quais criticaram o governo do Presidente Nicolás Maduro.
Na ocasião
, cobraram uma posição mais clara do Governo brasileiro, acusado pela Oposição de estar se omitindo na questão.
Segundo as venezuelanas, a democracia e os direitos humanos estão sendo claramente violados naquele país
. Lilian López é mulher de Leopoldo López, ex-Prefeito do município de Chacao, preso desde fevereiro de 2014. Mitzy Capriles é casada com o Prefeito de Caracas, Antonio Ledezma, detido em janeiro por agentes do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional — SEBIN, por fazerem oposição ao governo do Presidente venezuelano, Nicolás Maduro.
Segundo o relato feito à Comissão, o governo venezuelano ditatorial mantém em cárcere 89 presos políticos, entre eles seus maridos
.
Além de Lilian e Mitzy, também falou na Comissão Rosa Orozco, mãe de uma manifestante morta.
Na Comissão
, ficou patente a vergonhosa omissão do Governo brasileiro em relação à escalada do autoritarismo na Venezuela.
Quero registrar, junto com os Senadores Aécio Neves, Aloysio Nunes e José Serra — que participaram da reunião na Comissão — que, na condição de ex-Presidente e atual membro do ParlAmericas, que luta pelo fortalecimento da democracia e da governança nas Américas, por meio do diálogo e da cooperação, vamos envidar esforços e intensificar o diálogo para que a democracia e os direitos humanos sejam garantidos a todos os cidadãos venezuelanos, fazendo cessar essa odiosa perseguição política perpetrada pelo governo de Nicolás Maduro.
Muito obrigado.